segunda-feira, 18 de março de 2019

Sobe para 206 o número de mortes confirmadas em Brumadinho

Foto/Washington Alves

O número de mortos identificados no rompimento da barragem da Vale em Brumadinho (MG) subiu para 206 neste domingo (17). Segundo o G1, a Defesa Civil ainda informou que outras 102 pessoas continuam desaparecidas.
De acordo com o Corpo de Bombeiros, as buscas pelos desaparecidos continuam e 138 bombeiros militares atuam em 23 frentes de trabalho, com apoio de 63 máquinas pesadas, quatro cães, um helicóptero Arcanjo e dois drones.
A barragem da Mina Córrego do Feijão se rompeu em 25 de janeiro deste ano, deixando mortos e contaminando o Rio Paraopeba, um dos afluentes do Rio São Francisco.

Cabrini entrevista testemunha-chave do caso Marielle Franco

Divulgação/SBT

Roberto Cabrini entrevistou o policial militar Rodrigo Jorge Ferreira, apontado como testemunha-chave do caso envolvendo as mortes da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes, segundo o colunista Flavio Ricco, do UOL. A reportagem vai ao ar no "Conexão Repórter" desta segunda (18), no SBT.
Segundo o UOL, Ferreirinha, como é conhecido, admitiu ter participado de uma das mais violentas milícias do Rio de Janeiro, mas agora afirma ter saído do mundo do crime.
No entanto, "seus inimigos" dizem que ele continua ativo, e que teria interesse em desbancar a liderança do grupo, Orlando Oliveira de Araújo. Conhecido como Orlando de Curicica, ele é acusado pelo PM de ser o mandante da execução de Marielle, ao lado do vereador Marcelo Siciliano.
Segundo explicação do PM, Marielle foi "assassinada porque incomodava a milícia".

SANTANA DO MATOS: Com 6 km de percurso, 'Caminhada Penitencial' reúne dezenas de fiéis.

Fotos Luan

Os fiéis aqui de Santana do Matos, participaram ao amanhecer deste último domingo, (17), a III caminhada penitencial .

Era por volta da 4h45m quando dezenas de fiéis reunidos em frente a Matriz Santuário de Sant'Ana saíram para percorrer cerca de 6km, pela RN 203, com destino ao açude pedra. 

Esta caminhada teve sua I edição no ano de 2018, quando na ocasião a população aqui de Santana do Matos, estava sofrendo com a falta de agua, pois o açude pedra que abastece a cidade estava seco, e fizeram a caminhada pedindo chuvas na região já a II caminhada ocorreu também em 2018, pois com as chuvas caídas na região, o açude recebeu uma boa quantidade de agua e os fiéis foram em caminhada em sinal de agradecimento.

Sempre com as imagens de Sant'Ana e São José, a caminhada sai do Santuário de Senhora Sant'Ana, até o Açude Rio das Pedras.
Ao chegar as margens do açude pedra e  celebrada a Santa Missa presidida pelo pároco da paroquia de Sant´Ana Pe. Francisco Clodoaldo, este ano com a participação do
Seminarista Júlio César Sant'Ana e do jovem vocacionado, Carlos Magno Macedo, assim como os demais, que firmes na fé elevaram suas preces e agradecimentos a Deus pelas graças derramadas.


Com informações da PASCON
Fotos: Luan Fernandes.

Vídeo: Polícia Militar de Currais Novos apreenderam 03 motocicletas no m...

A Polícia Militar de Currais Novos recebeu uma ligação na noite de sábado dia 16/03, de um cidadão, informando que havia 03 motocicletas em atitudes suspeitas no sítio Jesus Maria, município de Cerro Corá.  Foram descoladas 02 viaturas para o local e chegando lá os supostos suspeitos se evadiram e abandonaram os veículos. As motocicletas foram conduzidas para sede da 3° CIPM de Currais Novos, para fazer o levantamento se tem alguma queixa de roubo.
Confira os detalhes no vídeo:

Ladrões roubam moto em Tenente Laurentino Cruz, na fuga espancam vítima e roubam outra moto em São Vicente


Por volta das 17 horas desse domingo, 17/01/19, um homem identificado como FRANCISCO ASSIS DE MEDEIROS, 33 ANOS, natural de Currais Novos foi vítima de assalto no sitio Umarir, município de São Vicente. O mesmo foi violentamente espancado por dois assaltantes e teve sua motocicleta Yamaha YBR de placa MYH-6148 roubada. A Polícia Militar foi acionada realizou inúmeras diligências com apoio da guarnição de Acarí e recuperou a motocicleta da vítima.
Os ladrões conseguiram fugir do cerco policial e estão com uma motocicleta Honda, ano 99 da cor verde, que foi roubada na cidade de  Tenente Laurentino Cruz na tarde desse domingo (17). Durante a fuga a dupla ainda arrombou uma residência na zona rural e furtou 01 aparelho celular, 01 miaeiro com moedas e algumas peças de roupa. Foi solicitado apoio da guarnição de Cruzeta e as diligências continuam no intuito de localizar e prender os bandidos.
A vítima foi atingida com chutes, socos e golpes de capacete, o mesmo foi encaminhado para unidade de saúde de São vicente onde ficou internado se recuperando dos ferimentos. A motocicleta já foi entregue.

 Com informações: BLOG CN POLÍCIA

JOVENS SÃO PRESOS ACUSADOS DE PLANEJAR ATAQUE EM ESCOLA NO CEARÁ



A polícia da cidade de Frecheirinha prendeu dois jovens na manhã do sábado, 16/03. Eles estavam premeditando um ataque à Escola Estadual Antônio Custódio. Felizmente, a polícia conseguiu prender os suspeitos e assim evitar mais uma tragédia. 

O plano estava sendo organizado pelo um aplicativo de celular.

sábado, 16 de março de 2019

CONVITE: III CAMINHADA PENITENCIAL


A Paróquia de Sant´Ana  de Santana do Matos, está convidamos toda comunidade para participar da III CAMINHADA PENITENCIAL para o açude da pedra.

Este ano será a III caminhada, segundo o Pároco Padre Francisco Clodoaldo Leitão de Farias, esta caminhada penitencial deverá acontecer todos os anos no domingo que antecederá o dia de São José que e  um dos santos mais populares da Igreja Católica. 

São José é padroeiro do Nordeste. “Ele é protetor dos nordestinos, que esperam a chuva.  Por isso pedem a proteção de São José pela chuva”.

Vamos juntos fazer uma bonita caminhada!
Participe!


Delegado narra os últimos momentos da jovem morta em Caicó

O delegado tem convicção de que o cabo Pedro Inácio matou Zaira Cruz. Nesta sexta-feira, 15, o suspeito foi preso em cumprimento de um mandado de prisão preventiva expedido pela 3ª Vara da Comarca de Caicó. Além do homicídio, existe a suspeita de que o policial militar teria estuprado a vítima.

Morte cruel: Zaira sofreu “mata-leão” e pode ter sido estuprada


A estudante universitária curraisnovense Zaira Dantas Silveira Cruz, 22 anos, foi morta por estrangulamento em golpe conhecido popularmente como “gravata” ou “mata-leão” e há indícios de que ela também tenha sofrido violência sexual. A informação foi confirmada nesta sexta-feira (15) pelo delegado Leonardo Germano, responsável pela investigação da morte da estudante, em 2 de março deste ano, durante o carnaval na cidade de Caicó, localizada a 282 quilômetros de Natal. De acordo com Germano, a polícia aguarda laudos conclusivos do Itep para confirmar se houve estupro antes do assassinato.
O sargento da Polícia Militar Pedro Inácio de Maria foi preso na manhã desta sexta-feira em operação da Polícia Civil realizada na cidade de Currais Novos, a 180 quilômetros de Natal, também na Região Seridó. Ele é apontado pela polícia como o principal suspeito de participação na morte de Zaira. O PM foi detido durante a madrugada na casa dele. O mandado de prisão preventiva foi expedido pela 3ª Vara de Caicó. O policial foi transferido para a capital do Rio Grande do Norte, onde passou por exames de corpo de delito no Itep e está detido no Comando Geral da Polícia Militar, no bairro Tirol.

Morte violenta
De acordo com a Polícia Civil, todas as investigações apontam o PM como principal suspeito do crime. Segundo o delegado Leonardo Germano, Pedro e Zaira deram carona a amigas dela até o bairro Paraíba, em Caicó por volta das 2h14 do sábado (2) e o veículo dele chegou ao estacionamento da sede do bloco onde ele estava hospedado às 3h18. “Há indícios de que Zaira foi morta nesse intervalo de tempo”, explicou Germano. “A estudante foi encontrada sem vida no banco de passageiro e segundo os exames do Itep, ela morreu após ter sofrido asfixia mecânica, através de estrangulamento, que teria sido praticado pelo suspeito”, ressaltou o delegado regional da 3ªDRPC de Caicó, Ricardo Brito.
O diretor do Instituto Técnico e Científico de Perícia (Itep-RN), Marcos Brandão, afirmou que a estudante foi vítima de uma morte cruel. “A estudante apresentava lesões no cérebro, nos olhos e pulmões. Além disso, dedos e lábios cianóticos (roxos). Essas características são bem contundentes para asfixia mecânica por estrangulamento, o que materializa o crime de homicídio”, esclareceu Brandão. Ele também informou que Zaira também apresentava lesão no braço direito, uma fratura no dente e uma marca de sapato na perna.
Quem encontrou Zaira morta
A estudante Zaira Cruz foi vista durante a madrugada de sábado deitada de bruços dentro do carro de Pedro por quatro homens que estavam na casa. “Eles a viram e presumiram que ela estava dormindo. Pela manhã, o sargento Pedro Inácio foi o primeiro a se aproximar do veículo, tentou manter contato com ela e disse acreditar que estava dormindo. Por volta das 9h, o Samu foi acionado e ao chegar no local, foi percebido que ela estava morta há bastante tempo”, explicou Leonardo Germano.
O delegado afirma que é pouco provável a participação de outras pessoas no crime. “Ouvimos dezenas de pessoas com bateria intensa de oitivas. Mas não foram apenas as informações colhidas nos depoimentos, mas sim uma série de elementos que levaram a suspeita da autoria do homicídio”, destacou Germano.
Como era a relação de Pedro e Zaira
A Polícia Civil informou com base em depoimentos de familiares e amigos que Pedro e Zaira se conheciam e eram amigos há alguns anos. “Há pelo menos alguns meses eles mantinham um relacionamento informal, esporádico, comum entre dois jovens solteiros. Eles se encontraram casualmente na sexta-feira de carnaval em Caicó e decidiram ficar”, disse o delegado Leonardo Germano.
Sobre a motivação do crime, o delegado afirma que ainda está em sigilo. “Não há ainda a conclusão para a motivação. Temos a dinâmica dos fatos, foi entre 2h e 3h que o homicídio foi cometido possivelmente precedido de estupro”, explicou Germano.

Com informações do OP9

Polícia indicia homem por morte de adolescente de 17 anos em Parelhas


A Polícia Civil de Parelhas indiciou Josenildo Dias de Azevedo “Dido”  (PRESO EM CURRAIS NOVOS RELEMBRE ) pela autoria do latrocínio que vitimou o estudante Claudimar Jefferson da Silva, 17 anos.O crime ocorreu em setembro de 2018, na Zona Rural de Parelhas, município localizado na Região Seridó do Rio Grande do Norte.
Os policiais chegaram à conclusão nesta sexta-feira (15), após investigações do inquérito policial instaurado para apurar o crime. “Dido”, como é conhecido, tem 30 anos e já está preso suspeito de ter cometido um outro assassinato.
O delegado Alex Wagner, que está à frente do caso, não descarta a possibilidade de Josenildo Dias de Azevedo ter contado com a ajuda de um adolescente para cometer o delito. “O adolescente envolvido teria levado o Claudimar Jefferson até o local onde ele foi morto. Porém, ele está sendo investigado em outro procedimento”, declara.
Entenda o caso
O estudante Claudimar Jefferson da Silva, 17 anos, desapareceu em 22 de setembro de 2018. Três dias depois, a Polícia Civil encontrou um corpo carbonizado em uma região de matagal em uma rodovia às margens da cidade de Parelhas. No dia 27 do mesmo mês, o Instituto Técnico e Científico de Perícia (Itep-RN), após exame com a arcada dentária, confirmou que o corpo encontrado era do adolescente que havia desaparecido.
De acordo com a Polícia Civil, Claudimar Jefferson da Silva foi encontrado morto próximo ao bairro onde o indiciado pelo crime mora. A vítima teve a moto e os celulares roubados.

Fonte: OP9RN

Acusada de matar e queimar adolescente em Mossoró foi presa em Jucurutu


A Polícia Civil, através da equipe de policiais civis da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa de Mossoró/RN – DHM, com o apoio do G.T.O de Jucurutu/RN, deu cumprimento na manhã desta sexta feira 15 de março de 2019, ao mandado de prisão preventiva expedido em desfavor de Maria Luíza de Moura Diogenes, 28 anos, conhecida como “Docinho”, a qual é acusada de ser umas das autoras do homicídio de Geane de Melo Nogueira, 12 anos de idade, que depois de ser raptada, foi assassinada e teve o corpo queimado, fato ocorrido em 4 de novembro de 2018, no bairro Malvinas em Mossoró/RN. (RELEMBRE)
Em decorrência de tal investigação, já se encontram presos as pessoas de: Fábio David da Silva Aquino, conhecido por “Ceará”, Maria Luíza de Moura Diogenes, conhecida por “Docinho”, Letícia Vital Ramos, e Gedean Zacarias de Souza.
PASSANDO NA HORA

PAU DOS FERROS: INCÊNDIO NA BOATE COLISEU HOUSE



Na madrugada deste sábado (16), por volta das 01:30hs, clientes da boate Coliseu Pub House ouviram um barulho de explosão e logo em seguida o bar começou a pegar fogo.

Os clientes que estavam no bar e na pista de dança saíram correndo e foram se abrigar no posto de combustível que fica ao lado.

Aparentemente ninguém ficou ferido. A boate estava sendo reinaugurada com dois shows que estavam em andamento quando o incidente aconteceu.

O Corpo de Bombeiros foi chamado para debelar o fogo, conseguindo assim diminuir o dano material causado pelo incêndio. Segundo comentários, a causa do incêndio foi um botijão de gás que explodiu.

GRUPO CIDADÃO 190
-->

Nelter cobra conclusão de obras em rodovias no Seridó, Vale do Assú, Oeste e Costa Branca


Buscando assegurar melhores condições de tráfego e o escoamento da produção potiguar o deputado estadual Nelter Queiroz (MDB) encaminhou expediente, nesta quarta-feira (13), à governadora Fátima Bezerra (PT), reivindicando a conclusão das obras de construção da nova RN-118, entre Jucurutu e Caicó, e da RN-011, mais conhecida por “Estrada da Castanha”, que liga os municípios de Carnaubais, Serra do Mel e Areia Branca.

“Após concluídas, tanto a RN-118 quanto a ‘Estrada da Castanha’ impactarão positivamente a economia norte-rio-grandense”, frisou o parlamentar. Queiroz também aponta que a “Estrada da Castanha” dará condições necessárias ao escoamento e expansão da produção de itens oriundos da cajucultura e apicultura, e poderá viabilizar mais investidores e investimentos para Serra do Mel, gerando mais empregos e renda em toda a região.

Viabilizada através da luta incansável do deputado Nelter, a nova RN-118 entre Jucurutu e Caicó está próxima de ser concluída. Assim como a “Estrada da Castanha”, a RN-118 também tem grande importância econômica e logística para o Rio Grande do Norte. Além de interligar várias rodovias federais que cruzam o Estado, a RN-118 também é rota de escoamento comercial do Rio Grande do Norte e de outros estados do norte e nordeste - a exemplo do Pará, Maranhão, Ceará, Piauí, Paraíba, Pernambuco e Alagoas – fator que para Queiroz justifica a imediata conclusão das obras.

Ainda sobre a RN-118, o parlamentar também cobra que o Governo do Estado realize o recapeamento asfáltico no trecho urbano da rodovia que corta o município de Jucurutu. “Este pleito também é de grande importância, pois o asfalto no trecho urbano da RN-118 em Jucurutu está bastante comprometido, colocando em risco pedestres e motoristas, e danificando automóveis que nela circulam diariamente”, explicou, lembrando que governos anteriores recapearam o trecho urbano da RN-118 em Jucurutu.



Com informações da assessoria de comunicação

Tremores de terra foram registrados em Caraúbas; sismólogos destacam sucessão de eventos na região desde o ano passado


Na quinta-feira passada (07), o blog Sismos do Nordeste registrou dois novos tremores no município de Caraúbas, distante 125 km aqui de Santana do Matos.
Segundo o registro, o primeiro evento, de magnitude estimada em 1.5, ocorreu às 05:49 UTC (02:49, hora local). O segundo evento, de magnitude estimada em 1.2 ocorreu às 06:22 UTC (03:22, hora local). Esses eventos foram registrados por diversas estações da Rede Sismográfica Brasileira (RSBR) operadas pela UFRN.
O mapa de localização epicentral está mostrado na Figura 1.
Figura 1. Mapa de localização epicentral. A estrela vermelha simboliza o epicentro. O triângulo azul a localização da estação de Paraú (NBPA). Em destaque, os limites do município de Caraúbas.
Figura 2
O registro do evento de magnitude 1.5 na estação NBPA está mostrado na Figura 2.
No ano passado foram vários os eventos ocorridos nessa região e noticiadas neste blog, com, por exemplo, no dia 23/07.

Fonte: LabSis/UFRN, RSBR
Joaquim Ferreira, Eduardo Menezes , Marconi Oliveira

BENES LEOCÁDIO SERÁ TITULAR DA COMISSÃO DE MINAS E ENERGIA


Integro a Comissão de Minas e Energia neste primeiro ano do nosso mandato na Câmara dos Deputados. Encaro com muita responsabilidade e afinco a tarefa de discutir e avaliar as questões políticas e modelos mineral e energético brasileiro.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Na Comissão de Minas e Energia, ao longo deste ano, pretendo contribuir levantando discussões que fomentem o setor energético potiguar, com a intenção preponderante de fortalecer nossa economia e gerar emprego e renda a população do RN.

Com informações da assessoria de comunicação

sexta-feira, 15 de março de 2019

Foragido da justiça da Paraíba com 05 mandados de prisão em aberto foi preso em Lagoa Nova


BLOG CN POLÍCIA: Na manhã dessa quinta-feira, 14/03/19, Policiais Militares da 3ª CIPM, Guarnição de Rádio Patrulha da cidade de Lagoa Nova, cumpriram mandado de prisão naquela cidade em desfavor de um paraibano identificado como JOSÉ APARECIDO VICENTE DA SILVA, VULGO “PIPOCA” que tinha 05 mandados de prisão em aberto no estado vizinho.
Um Policial Militar da Paraíba auxiliou na captura do foragido.

Polícia apreende 242 canários em Currais Novos; animais vinham do Goiás em más condições de transporte


A Polícia Militar, por meio do GTO de Currais Novos, apreendeu cerca de 242 Canários que estavam chegando no Rio Grande do Norte vindos do estado do Goiás.
Para o Tenente Rafael Victor, chefe da CIPAM de Caicó, havia animais mortos devido as péssimas condições de transporte. Canários seriam levados para Paramirim.
A polícia não informou se alguém foi responsabilizado pelos maus tratos já constatados na ocorrência. Os pássaros serão encaminhados para o Ibema da capital potiguar.

MPRN denuncia policial militar pela morte do estudante Luiz Benes

 
Reprodução / Internet
O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) denunciou o policial militar Luiz Carlos Rodrigues pela morte do estudante Luiz Benes Leocádio de Araújo Junior, ocorrida no dia 15 de agosto do ano passado, em Natal. O tiro que matou o jovem saiu da arma do policial, conforme consta no laudo de exame necroscópico anexado ao processo. A denúncia foi recebida pelo Juízo da 1ª Vara Criminal de Natal nesta quinta-feira, 14.
Luiz Benes estava dentro de um carro da família dele, sendo mantido refém em um sequestro-relâmpago. Para o MPRN, os quatro policiais militares envolvidos na operação agiram assumindo o risco de atingir a vítima, o que de fato aconteceu, já que estavam cientes de que o rapaz se encontrava no interior do veículo.
Após a realização dos laudos de microcomparação balística, foi possível afirmar que o tiro que matou Luiz Benes partiu da arma do PM denunciado. Por esse motivo, o MPRN entende que a responsabilidade da morte deve recair somente sobre ele, tendo sido cometido com dolo eventual. Esse crime com dolo eventual ocorre quando o responsável, mesmo sem querer efetivamente o resultado, assume o risco de o produzir.
Ao mesmo tempo, não foi possível precisar qual das armas atingiu o adolescente infrator Mateus da Silva Régis, causando-lhe também a morte. O MPRN destaca na denúncia que “não há que se falar em crime quanto a este fato, em face de que o mesmo com sua ação criminosa, no mínimo, gerava para os policiais perigo iminente, pois encontrava-se armado, o que faz com que a conduta dos agentes públicos, apenas quanto a este fato, seja alcançada pela excludente de ilicitude da legítima defesa”.
Entenda o caso
De acordo com as investigações, algumas horas antes de sua morte, Luiz Benes foi surpreendido pelos adolescentes infratores Mateus da Silva Régis e Samuel Butemberg Bezerra Ribeiro, enquanto se dirigia ao veículo da família que estava estacionado na rua Almirante Nelson Fernandes, próximo à esquina com a avenida Romualdo Galvão, no bairro do Tirol. 
A partir daí, mediante grave ameaça praticada pelos adolescentes infratores que portavam revólveres (armas apreendidas), a vítima foi obrigada a dirigir o veículo com destino à zona Norte de Natal, estando o adolescente Mateus no banco do carona, enquanto Samuel ficou no banco de trás do veículo.
A essa altura, amigos e familiares de Luiz Benes, que estavam no comitê de campanha do pai dele, o deputado federal eleito Benes Leocádio, sentiram a falta da vítima. Ao visualizarem que o veículo não mais estava estacionado no local, constataram, a partir das câmeras de segurança de um estabelecimento comercial próximo, que ele havia sido coagido pelos infratores a com eles sair no carro. 
Nesse instante, as autoridades de segurança pública foram devidamente avisadas do ocorrido, inclusive à então secretária de Segurança Pública do Estado do Rio Grande do Norte, passando o carro a ser monitorado através do sistema de fiscalização de trânsito da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU). 
Os adolescentes infratores, ainda mantendo Luiz Benes refém e dirigindo o veículo, praticaram diversos roubos a populares na zona Norte de Natal, conforme vários depoimentos coletados de vítimas. Dentre as viaturas que ouviram o rádio da PM informando a ocorrência, estava a viatura 405, do Tático 1, comandada pelos policiais Luiz Carlos Rodrigues, Ricardo da Silva Oliveira, Jerry Jachson Alves Batista e Kleyton Alberto dos Santos. Após abastecerem o veículo no posto que fica Centro Administrativo do Governo do Estado, a guarnição se dirigiu até a área da ocorrência. 
Quando trafegava pela avenida Moema Tinoco, nas proximidades do trevo que dá acesso à praia de Jenipabu, os ocupantes da viatura visualizaram o veículo onde se encontravam os adolescentes infratores e a vítima. Eles estavam saindo de um posto de combustível existente no local, quando aconteceu a abordagem. 
Os policiais fizeram o chamado “leque” – um procedimento padrão de abordagem – e a uma distância de aproximadamente 15 metros do veículo abordado gritaram para os ocupantes descerem. As pessoas presentes apenas informaram que logo em seguida ouviram diversos disparos, não sabendo precisar de onde partiram inicialmente. 
O laudo de exame pericial feito no veículo onde se encontrava a vítima aponta diversas marcas de perfurações na lataria, sendo evidenciado pela pesquisa de mancha de sangue realizada, que a vítima e o adolescente infrator Mateus foram alvejados já na parte externa do veículo quando efetuavam o desembarque.

Caso Zaira Cruz: Policial é preso hoje em Currais Novos e conduzido para Natal


O Policial Pedro principal suspeito da morte da universitária Zaira Cruz foi preso por volta das 5h10 da manhã desta sexta feira(15), policiais arrombaram um cadeado da casa do policial e adentraram.
O acusado foi algemado e preso, de acordo com informações chegadas a nossa reportagem Pedro foi conduzido para Natal, a ação foi tão sigilosa que a Polícia Civil de Currais Novos não foi informada.
Já era esperada a prisão do PM, contudo, a polícia civil tentou a todo custo manter sigilo nos trabalhos para evitar justiça com as próprias mãos ou situações que colocassem em risco a vida de terceiros.
 
No local de crime, o PM confirmou que tinha ficado com Zaira Dantas Silveira Cruz, 22 anos, e há também informes de que este depoimento tenha sido colocado nas formalidades do inquérito policial.

Informações que ainda na manhã dessa sexta-feira A Polícia Civil do Rio Grande do Norte vai detalhar a prisão do Sargento da Polícia Militar, Pedro Inácio, realizada nesta manhã na cidade de Currais Novos. A coletiva aconteceu na manhã dessa sexta feira.
 
Com informações Cleto Filho - Sidys TV

URGENTE: "CASO ZAIRA" POLICIA PRENDE POLICIAL ACUSADO DE TER ASSASSINADO A JOVEM CURRAISNOVENSE

Por volta das 05:00hrs da manhã desta sexta-feira (15/03), policiais Civis efetuaram a prisão do Sargento da Policia Militar: Pedro Inácio de Maria. O mesmo é acusado de ter assassinado a jovem Zaira Cruz, fato ocorrido no dia 02 de março, sábado de carnaval, na cidade de Caicó. As informações chegadas, dão conta de que a policia arrombou a residência onde o mesmo se encontrava. Pedro foi encaminhado para Natal.  



Com informações de Edmilson Sousa

quinta-feira, 14 de março de 2019

Assembleia Legislativa se instala em Assu nesta quinta-feira (14)

 
Nesta quinta-feira (14), a Assembleia se instala na cidade de Assu para comemorar os 184 anos de criação da comarca da cidade. Dando prosseguimento as ações do Legislativo Potiguar de interiorização e proximidade com o cidadão. A sessão solene, de iniciativa do deputado estadual George Soares (PR), será às 10h, na Câmara Municipal. Criada em 11 de março de 1835, foi a primeira a ser instalada no interior do Estado.

Homenageados 
Aldo De Medeiros Lima Filho (Ordem Dos Advogados Do Brasil)
Cidorgeton Pinheiro Da Silva (Polícia Civil Do Assu)
Daniel Lobo Olímpio (Promotoria Pública Do Assu)
Danielle Sousa Vieira Diniz (Ordem Dos Advogados Do Brasil – Diretoria Assu)
Eudo Rodrigues Leite (Procurador-Geral De Justiça)
Francisco De Assis Souto (Câmara Municipal Do Assu)
Gustavo Montenegro Soares (Prefeito Do Assu)
João Batista Rodrigues Rebouças (Tribunal de Justiça do RN)
Leylane De Deus Torquato (Defensoria Pública Núcleo Do Assu)
Marcus Vinicius Soares Alves (Defensoria Pública Do RN)
Marivaldo Dantas de Araújo (Comarca do Assu / Fórum João Celso Filho)
Tenente-Coronel Francisco De Assis Santos (Polícia Militar – 10º Batalhão Do Assu)

Delegada Paoulla Maués, foi homenageada pelas crianças que fazem a LBV/Natal.

 
Na última terça-feira, (12/03), a delegada da policia civil do RN, Paoulla Maués, esteve recebendo uma homenagem das crianças que fazem a LBV/Natal.

Em seu Instagram, a delegada Paoulla Maués diz que foi uma homenagem mas que linda  que já viu por aquelas crianças da LBV.

"Obrigada a LBVBrasil por coordenar um projeto tão lindo e tão importante como esse. Fui renovada e agradeço às crianças e aos coordenadores da LBV Natal por me receber com tanto amor". Disse Paoulla Maués

Um dia depois da massacre, Suzano se prepara para velórios e enterros


A população de Suzano, a 57 quilômetros de São Paulo, amanheceu hoje (14) questionando o por quê do massacre na Escola Estadual Professor Raul Brasil, em que morreram dez pessoas e há 11 feridos. A quinta-feira feira será um dia de despedidas. Estão previstos velórios e enterros.
A cidade, com mais de 1,3 milhão de habitantes, se prepara para o luto oficial de três dias e o velório coletivo na Arena Suzano, no Parque Max Feffer. Cinco estudantes foram assassinados pelos atiradores Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos, e Luiz Henrique de Castro, de 25 anos, além de duas funcionárias da escola, o tio de um dos responsáveis pelo ataque e duas pessoas que passavam pela rua.
Amanhã (15), por orientação da prefeitura, os educadores se reunirão para definir as ações que serão tomadas com os 26 mil alunos das escolas públicas municipais. O objetivo é adotar medidas para combater a violência e o assédio moral no esforço de estabelecer a cultura de paz.
Equipes de psicólogos vão apoiar o trabalho. Eles se colocaram à disposição, ao lado de assistentes sociais, psiquiatras, enfermeiros e terapeutas ocupacionais, para ajudar os amigos e parentes das vítimas. Só ontem cerca de 200 pessoas passaram pelo local.
Para a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, o crime foi meticulosamente organizado. Os jovens atacaram, primeiro, Jorge Antônio Moraes, tio de um deles, em uma locadora. Depois, roubaram um carro e saíram em disparada na direção da escola. No colégio, eles entraram e partiram para os ataques.
Segundo as investigações, os atiradores utilizaram um revólver calibre 38, uma besta (espécie de arma antiga que se assemelha ao arco e flecha) e uma machadinha. Eles só pararam quando se viram cercados pela polícia e sem saída. Neste momento, um dos jovens atirou no outro e depois se matou.
De acordo com os policiais, Guilherme Taucci Monteiro e Luiz Henrique de Castro estudaram no colégio, que se transformou em palco da tragédia. Eles moravam perto de uma das vítimas, que sobreviveu, e próximo à escola.
O secretário de Educação de São Paulo, Rossieli Soares, disse que Guilherme Monteiro estudou no colégio até 2017 e não havia registro de mau comportamento ou qualquer tipo de dificiuldade. Mas, no ano passado, ele abandonou o colégio e estava sendo acompanhado para retornar à sala de aula.

Com informações do Notícias ao Minuto.

Ex-alunos matam oito pessoas em ataque a escola em Suzano


SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Uma escola pública tradicional na Grande São Paulo foi palco de um massacre no estilo dos ocorridos nos Estados Unidos. Um homem e um adolescente planejaram e executaram o assassinato de ex-colegas e funcionários da Raul Brasil usando um revólver, carregadores, uma arma medieval e uma machadinha. Antes, haviam matado o tio do adolescente. Morreram os estudantes Kaio Lucas da Costa Limeira, Cleiton Antonio Ribeiro, Caio Oliveira, Samuel Melquiades Silva de Oliveira e Douglas Murilo Celestino e as funcionárias Marilena Ferreira Umezu e Eliana de Oliveira Xavier.
O crime ocorre em meio ao debate sobre posse de armas e chama a atenção por ter sido cometido em dupla e longamente planejado. O presidente Jair Bolsonaro lamentou o atentado seis horas após ocorrido.
"Quando [os policiais] desembarcaram, ouviram disparos. Se depararam com pessoas mortas pelo caminho, funcionárias, alunos, e ao chegar ao fundo da escola, eles tiveram contato visual com os dois atiradores, ainda vivos.
Antes de irem à escola, Luiz Henrique de Castro e Guilherme Taucci Monteiro foram a um lava-jato, às 9h30, e atiraram no proprietário, que era tio de Guilherme e teria descoberto o plano da dupla. Eles, então, entraram em um carro alugado, um Onix branco que aparece em imagens de câmeras de vigilância.
Na sequência, os dois foram até o colégio, na mesma rua, onde chegaram por volta das 9h40. Um vídeo de câmera de segurança mostra que o primeiro a entrar foi Guilherme. Vestido de preto, usando um lenço com estampa de caveira e com uma mochila, ele sacou um revólver e começou a disparar em direção a um grupo de alunos e da coordenadora pedagógica, Marilena Ferreira Umezu, uma das vítimas.
Na sequência, ele se dirigiu ao pátio, onde havia mais adolescentes pois era hora do intervalo. Menos de um minuto depois, Luiz Henrique entrou, colocou as armas no chão, pegou a machadinha e golpeou os alunos que haviam sido atingidos pelo comparsa.
Rapidamente, fugindo de Guilherme, um grupo de estudantes correu em direção da entrada da escola, onde encontraram Luiz Henrique.
As imagens mostram o ex-aluno tentando atingir o grupo. A machadinha só deixou de ser usada quando ele desferiu um golpe em um aluno que ficou com a arma presa no ombro mas conseguiu fugir e buscar ajuda em um hospital da cidade, a 300 metros.
Outra câmara de segurança, essa na rua da escola, mostra o pânico dos estudantes que pulavam o muro da unidade para fugir da dupla.
A reportagem conversou com Juliano Simões de Santana, vizinho da escola. O morador disse que ouviu os disparos próximo ao intervalo das aulas do período matutino. "Moro ao lado, ouvi um tumulto e fui para lá. Cheguei e vi várias crianças saindo correndo ensanguentadas. Um desespero, professor, funcionário, todos correndo", afirmou.
As vítimas são o empresário Jorge Antonio de Moraes, tio de Guilherme, e os alunos Kaio Lucas da Costa Limeira, Cleiton Antonio Ribeiro, Caio Oliveira, Samuel Melquiades Silva de Oliveira e Douglas Murilo Celestino.
Além da coordenadora Marilena, a inspetora de ensino Eliana Regina de Oliveira Xavier foi outra funcionária da escola morta no ataque. As informações foram confirmadas pelo secretário de Segurança Pública de São Paulo, João Camilo Pires de Campos.
De acordo com o comandante-geral da Polícia Militar, Marcelo Vieira Salles, os policiais chegaram à escola quando os dois atiradores ainda faziam os disparos na direção dos estudantes, que deixavam o prédio desesperados.
Segundo Salles, ao que tudo indica, um atirador atirou na na cabeça do outro. Depois, esse se suicidou.
Os policiais chegaram rapidamente ao local porque haviam sido acionados em razão do primeiro ataque da dupla, no lava-jato. Os PMs tentavam localizar o Onix Branco apontado por testemunhas como o veículo da fuga.
Aos avistarem o carro parado na frente da escola se depararam o crime em andamento. "Quando [os policiais] desembarcaram, ouviram disparos. Se depararam com pessoas mortas pelo caminho, funcionárias, alunos, e ao chegar ao fundo da escola, eles tiveram contato visual com os dois atiradores, ainda vivos."
Ainda segundo o comandante, os dois estavam em frente a uma sala de aula que funciona o centro de línguas, onde estavam cerca de 25 alunos. "Ao que tudo indica, eles entrariam também nessa sala e disparariam contra essas crianças. Quando eles viram a Força Tática, eles entraram para dentro um corredor e um atirou na cabeça do outro e, depois, esse se suicidou logo após", afirmou ele.
Segundo a reportagem apurou, os ex-alunos planejavam o ataque há cerca de um ano e meio. A informação foi confirmada em por um policial que acompanha o caso.
Segundo ele, Luiz Henrique e Guilherme conversaram sobre o ataque por meio de mensagens de texto. O teor das conversas não foi informado.
Uma das linhas de investigação da Polícia Civil é a de que o tio de Guilherme tenha descoberto o plano da dupla e, por isso, os criminosos teriam feito uma "queima de arquivo".
A polícia acrescentou que as armas usadas no crime foram compradas por Monteiro, com o dinheiro que recebeu de um carrinho de cachorro-quente onde trabalhava. O valor das compras e onde foram feitas é verificado pela polícia.
Já o carro usado pela dupla, um Onyx branco, foi alugado por Castro, segundo nota da Localiza, em 21 de fevereiro, com devolução para o dia 15.
A polícia também divulgou dois cadernos escolares apreendidos no carro usado pela dupla, nos quais há desenhos. O material será analisado por investigadores.
À noite, uma missa foi realizada na frente da escola.
Após o ataque, a Secretaria da Educação do Estado de São Paulo informou que os procedimentos de segurança em todas as 5.3000 escolas serão revistas e que está em estudo um projeto para reforçar as unidades mais vulneráveis.
As aulas em todas escolas públicas estaduais e municipais de Suzano estão suspensas até sexta-feira (15).
O governador João Doria (PSDB) declarou luto oficial de três dias no Estado. Segundo ele, o ataque foi "a cena mais triste que eu já assisti em toda a minha vida".
Já o presidente Jair Bolsonaro (PSL), só se manifestou pelas redes sociais, e após mais de seis horas dos crimes. Segundo ele, o caso foi "uma monstruosidade e covardia sem tamanho."

COMO FOI O ATENTANDO

- Por volta de 9h30, dupla de homens jovens ataca dono de lava-jato próximo à escola a tiros –ferido, o homem depois é socorrido e levado para cirurgia ainda no fim da manhã
- Os homens seguem até a escola, onde entram e atiram na coordenadora pedagógica, que morre.
- Eles atiram em uma segunda funcionária da escola, que também é morta
- Os atiradores se encaminham para o pátio da escola. É hora do lanche e há apenas alunos do ensino médio
- Os atiradores abrem fogo. Quatro adolescentes são mortos no local, e outras são feridos
- Atiradores se dirigem para o centro de línguas que funciona na escola, em outro andar. Lá, a professora e os alunos se trancam em uma sala
- Do lado de fora, os dois atiradores se suicidam
- Polícia chega ao local 8 minutos após ser chamada e examina o armamento encontrado com os criminosos. Há suspeita de que haja explosivos






Meteorologia: “Normais para o período”, chuvas devem continuar no RN, prevê Emparn

 
As fortes instabilidades tropicais causadas pela presença da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), que está atuando sobre a Faixa Leste e Costa Branca do Rio Grande do Norte, tem causado chuvas intensas com descargas elétricas e trovoadas desde a manhã desta quarta-feira, 13, em Natal e várias outras cidades da região metropolitana.
Essa condição de instabilidade é considerada normal para o período em que o principal sistema meteorológico que atua é a ZCIT, segundo revelou a Empresa de Pesquisa Agropecuária do RN (Emparn) à imprensa. Nos últimos dias, as chuvas estão mais intensas devido a temperatura das águas superficiais do Oceano Atlântico próximo do litoral estar acima do normal.
Ainda segundo o órgão meteorológico potiguar, essa condição deverá se manter durante os próximos dias no Rio Grande do Norte, mas não necessariamente resultará em chuvas iguais ou mais intensas das que foram registradas nesta semana em todo o estado.
A previsão para o resto da semana é de predominância de céu parcialmente nublado com chuvas em todas as regiões. No Litoral Leste, as chuvas poderão ocorrer a qualquer hora do dia com maior ocorrência durante o período noturno e início da manhã.
Já no interior, devido ao fato das chuvas serem do tipo convectivas (aquelas que necessitam de calor para atuar), elas deverão ocorrer mais no período da tarde/início da noite. Além disso, em razão da influência do relevo acentuado (vale, chapadas e montanhas), é provável que se ocorra a formação de nuvens que podem causar descargas elétricas.

 Com informações / Agora RN

Bandidos usam caminhões para bloquear estrada e explodem dois carros fortes entre Caicó e São João do Sabugi


Uma quadrilha explodiu dois carros-fortes na estrada RN-188 entre os municípios de Caicó e São João do Sabugi na tarde dessa quarta feira, 13 de março, por volta das 17 horas.
Os bandidos bloquearam a estrada em pelo menos três diferentes pontos para que ia de Caicó para São João do Sabugi, da mesma forma fizeram para bloquear quem saía de São João para a cidade de Caicó.
O blog Jair Sampaio esteve in-loco e conversou com dois motoristas que viram os criminosos de perto. Eles disseram que eram pelo menos 10 homens. Um Segurança de Carro Forte disse ter visto um fuzil.
Os bandidos usaram dinamites para explodir os dois veículos. Um dos Seguranças que conversou com o blog disse também que a ação foi muito rápida e não teve feridos. A Prosseguir já foi informada do crime.

Homens em duas motos  espalharam grampos na estrada

Surpreendente mesmo foi a quantidade de grampos espalhada na estada até chegar ao local onde ficaram os dois carros fortes que foram incendiados pela quadrilha.
O Batalhão de Polícia Militar de Caicó enviou pelo menos dez viaturas para o local, e uma delas, que ia na frente, perdeu um pneu. O motorista bem que tentou, mas não conseguiu ver um grampo cravado no asfalto.
Um motorista que teve o carro usado para bloquear a pista disse que teve um revólver apontado na cabeça. “Eram dois rapazes em duas motos, as duas eram vermelhas. E foram eles quem distribuíram os grampos”, disse.
O motorista do Ford Escort, que também conversou com o blog Jair Sampaio, disse viu uma Hilux branca atrás dos dois carros fortes em alta velocidade, à frente iam um micro-ônibus, que foi incendiado pelos bandidos.



 Micro-ônibus incendiados

Os bandidos que dinamitaram os dois Carros-fortes na RN-188, próximo a Caicó, fato registrado no fim da tarde dessa quarta feira, também incendiaram um micro-ônibus usado para o transporte de alunos da Zona Rural de Caicó.

O motorista disse que estava sozinho no veículo quando o bando o interceptou e o obrigaram a pará-lo atravessado sobre uma ponte que liga Caicó a São João. Para a passagem dos policiais, moradores abriram uma estrada carroçável.

Dinamite com alto poder impactante
 


Uma dinamite com alto poder impactante foi encontrada pelos vigilantes dos carros fortes destruídos nessa tarde, 13, próximo a Caicó. O artefato estava em meio aos escombros, intacto e pronto para uso, segundo apurou o blog Jair Sampaio.
Além do grande aparato de viaturas de Polícia Militar do Rio Grande do Norte, a Polícia Militar da Paraíba também está no apoio com diligências no mato. O Corpo de Bombeiros de Caicó enviou toda a sua frota e homens para combater os incêndios.
O artefato estava ao lado do caminhão Chevrolet, usado pelos bandidos para bloquear um dos trechos da estrada. O super veículo não sofreu nenhum dano mas estava sem a chave na ignição e tinha os pneus furados para dificultar sua retirada.
 


Com informações de JAIR SAMPAIO

quarta-feira, 13 de março de 2019

Emoção marca 2º dia de júri do caso Bernardo: 'Morte lenta e gradual'

Seis mulheres foram ouvidas nesta terça-feira (12), entre indicadas pelo Ministério Público e pela defesa dos acusados


O julgamento do caso Bernardo Boldrini, na cidade de Três Passos (RS), entra nesta quarta-feira (13) em seu terceiro dia.
Ontem (12), a sessão, que começou às 9h e terminou pouco depois das 18h, foi marcada pelo depoimento da vizinha da vítima e de testemunhas de defesa do pai do menino, Leandro Boldrini.
Bernardo foi assassinato aos 11 anos, com uma injeção letal, em abril de 2014. O pai dele, Leandro Boldrini, a madrasta, Graciele Ugulini, e os irmãos Edelvânia e Evandro Wirganovicz respondem pelos crimes de homicídio qualificado, ocultação de cadáver e falsificação ideológica.
"A gente tinha amor por ele, era pessoa da família, a gente queria cuidar como um filho", desabafou Juçara Petry, vizinha do menino e a quem ele queria ter como mãe.
Segundo ela, o menino andava malvestido, passava frio, fome, não tinha material escolar, não tinha uniforme, não ganhava janta e não recebia atenção em datas festivas.
Juçara foi uma das seis mulheres ouvidas ao longo do dia, conforme o Zero Hora, sendo duas delas a pedido do Ministério Público e outras três listadas pelos advogados dos acusados.
De acordo com a vizinha, Bernardo costumava dizer que odiava a casa dele. "Eu achava que o pai não dava atenção porque estava trabalhando muito. Na minha cabeça, o pai não cuidava porque estava no hospital. Mas não era, ele não tinha amor", completou.
A psicóloga Ariane Schmitt, que atendeu Bernardo em dois períodos, 2014 e 2011, um deles logo após a morte da mãe do garoto, falou sobre as péssimas condições físicas e emocionais em que ele vivia.
"A morte de Bernardo não aconteceu em 4 de abril de 2014, ele teve a infância abortada. A morte foi lenta, gradual e contínua", afirmou.
Andressa Wagner, ex-secretária do médico Leandro Boldrini, também prestou depoimento. Ela falou sobre a madrasta do menino e a forma como ela se relacionava com ele. Segundo Andressa, Graciele chegou a afirmar que precisava “dar um fim” em Bernardo e que se referia a ele como “estorvo”.
"Ela falou que dinheiro ela tinha para dar um fim no guri", contou. 
Já a ex-babá de Bernardo, Lori Heller, prestou apenas 15 minutos de depoimento e disse que não lembrava de muitas coisas. Além disso, estava com quadro de pressão alta. Ela não relatou de nenhuma anormalidade na casa, ainda segundo o Zero Hora.
Marlise Cecília Henz, ex-funcionária de Boldrini, repetiu o que a testemunha anterior já havia dito: que a madrasta do menino afirmou que “ia arranjar um matador de aluguel para matar Bernardo”. Isso teria acontecido após o menino procurar o Fórum, em janeiro de 2014, para reclamar da falta de atenção do pai e das brigas com a madrasta.
O depoimento mais curto foi o de Rosângela Pinheiro, ex-colega de Boldrini, que durou cinco minutos. Ela disse não ter informações sobre a vida familiar de Boldrini, nem de Graciele.