APOIO

APOIO

quinta-feira, 29 de junho de 2017

SANTANA DO MATOS: PREFEITURA CONFIRMA PAGAMENTO EM DIA

A Prefeitura Municipal de Santana do Matos, por meio da Secretaria Municipal de Administração, anuncia que manterá o compromisso do pagamento em dia.
Os valores serão creditados nos próximo sábado (01/07).

SANTANA DO MATOS: PREFEITO DR. JÚNIOR FORMALIZA ADESÃO AO SELO UNICEF


Na última terça-feira, 27/06, o Prefeito Dr. Júnior Guimarães, acompanhado da Secretaria de Assistência Social, Elisa Fernandes e da coordenadora do CRAS, Paula, participaram da reunião de apresentação do Selo UNICEF e da ação “Fora da Escola Não Pode!.

O encontro foi articulado pela coordenação regional do UNICEF e pelo COEGEMAS/RN.
Dr Júnior reforça a importância dessa ação e o esforço que o Município empenhará para ter êxito nessas ações.

MÃE FILHA SE ENVOLVEM EM ACIDENTE ENTRE CURRAIS NOVOS E SÃO VICENTE

J JÚNIOR
Por volta das 07 horas da manhã desta quarta-feira (28/06) um acidente tipo capotamento foi registrado na BR-226, trecho estadual entre Currais Novos e São Vicente.
Segundo informações chegadas ao nosso blog a condutora perdeu o controle em uma curva, saiu da pista e capotou.
No veículo estavam mãe e filha que usavam cinto de segurança e não se feriram, apesar da gravidade do acidente.
Um leitor do blog, que passou no local fez as fotos e nos repassou.
 
As vítimas são da cidade de São Vicente e como dissemos aqui elas não se feriram.
Policiais do 2º GPRE foram acionados e se deslocaram ao local para confecção do boletim de ocorrência.

Acidente mata 3 mulheres e uma criança entre Triunfo Potiguar e Parau


FOCOELHO: Uma tragédia tirou a vida de quatro passageiros de um veículo na tarde desta quarta-feira 28, na RN-233. Três mulheres e uma criança de sete anos de idade morreram quando o automóvel em que estava saiu da pista entre os municípios de Triunfo Potiguar e Paraú, no Oeste potiguar.
Na ocasião, o carro caiu dentro do Açude do Maxixe. A Polícia Rodoviária Estadual foi ao local para apurar o acidente e constatou que não havia sobreviventes.
 
Ainda de acordo com populares que presenciaram o acidente, existe uma família no interior do veículo, entre eles quatro pessoas não sobreviveram, são elas; uma senhora de 75 anos, uma outra de 42 anos, uma jovem de 26 anos e uma criança de apenas 7 anos de idade, já o motorista sobreviveu.

Roubo é registrado no centro da cidade de Jucurutu-RN.

  imagem  ilustrativa



Na manhã desta quarta feira, dia 28/06, a polícia Militar foi acionada para atender uma ocorrência de roubo no centro da cidade  de Jucurutu. De acordo com informações da PM dois funcionários do supermercado Lojão da Economia, foram vítimas de um roubo, por volta das 11 horas e 30 minutos, no momento em que saiam do supermercado com um malote de dinheiro, referente ao apurado no turno da manhã e cujo os valores ali contido não foram revelados. Ainda segundo informações um dos funcionários foi abordado, ao sair do supermercado com o dinheiro, por um homem alto, forte, trajando camiseta rosa e usando um capacete rosa para esconder o rosto, e anunciou o assalto dizendo que era para a vítima entregar o dinheiro pois o mesmo sabia que ela estava com o dinheiro no bolso. Após o roubo o criminoso evadiu-se do local na garapa de uma moto de cor preta, possivelmente uma shyneray ou uma Bros, bastante avariada pois o veículo da fuga parecia uma moto de moto cross, sem placa de identificação veícular, sem farol, sem para lama etc.
A Polícia Militar foi até o local, colheu informações e saiu em diligências mas não conseguiu lograr exito em prender os criminosos

Nova modalidade em Angicos: Ladrões de som automotivo estão cometendo uma série de roubos

AngicosNews:A bandidagem em Angicos não está querendo dar sossego aos cidadãos de bem. Mais recentemente eles aderiram a roubo de produtos eletrônicos dos chamados sons automotivos.
São equipamentos que são instalados em veículos ou em paredões que têm um custo bem elevado,
De acordo com um levantamento que a nossa reportagem fez nos últimos dias pelo menos 2 angicanos tiveram prejuízos bem elevados quando tiveram seus sons automotivos roubados pelos meliantes.
É importante que as vitimas se dirijam a Delegacia de Policia Civil e registrem queixa a fim de que os investigadores possam cair em campo e descobrir quem ou quantos estão por trás dessa nova modalidade de roubo aqui em nossa cidade.  
 
 

Temer quebra tradição e indica segunda mais votada para comandar PGR

O Palácio do Planalto anunciou que o presidente Michel Temer escolheu a subprocuradora Raquel Elias Ferreira Dodge para substituir o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, no comando do Ministério Público Federal. A informação foi divulgada pelo porta-voz da Presidência, Alexandre Parola, em um briefing à imprensa.
“A doutora Raquel Dodge é a primeira mulher a ser nomeada para a Procuradoria-Geral da República”, afirmou o porta-voz. A indicação de Temer ainda depende de aprovação pelo Senado antes da nomeação.
Nesta quarta-feira (28), Temer recebeu a lista tríplice com o resultado da consulta feita aos membros do MP sobre a troca. Raquel foi a segunda colocada na votação, realizada ontem (27). Esta é a primeira vez em 14 anos que o presidente não escolhe o candidato que recebeu o maior número de votos.
Além de depender de aprovação pelo Senado, a troca será efetivada somente no dia 17 de setembro, quando termina o mandato de Janot, responsável por centenas de processos contra políticos envolvidos na Operação Lava Jato, incluindo a denúncia recente apresentada contra Temer.
A lista tríplice foi criada em 2001 e é defendida pelos procuradores da República como um dos principais instrumentos de autonomia da carreira. De acordo com a Constituição, o presidente da República pode escolher qualquer um dos mais de 1.400 dos membros da carreira em atividade para o comando da PGR. Desde 2003, no entanto, o nomeado é o mais votado pelos membros da ANPR.
O vice-procurador Eleitoral, Nicolao Dino, foi o candidato mais votado pelos membros do Ministério Público Federal em todo país, com 621 votos, seguido por Raquel Dodge (587 votos) e Mauro Bonsaglia (564 votos).
Mestre em Direito pela Universidade de Harvard e integrante do Ministério Público Federal há 30 anos, Raquel Dodge é Subprocuradora-Geral da República e atua em matéria criminal no Superior Tribunal de Justiça. Pelo terceiro biênio consecutivo, ela ocupa uma cadeira do Conselho Superior do Ministério Público. A possível futura procuradora-geral da República foi procuradora federal dos Direitos do Cidadão Adjunta e auxiliou a redação do 1° Plano Nacional para Erradicação do Trabalho Escravo no Brasil.

quarta-feira, 28 de junho de 2017

MPF e MP/RN propõem acordo para conclusão da UPA em Assu

Representantes do Ministério Público também discutiram com gestores possíveis melhorias na prestação de serviços do hospital regional

O Ministério Público Federal (MPF) e o Ministério Público do Estado (MP/RN) sugeriram à Secretaria Estadual de Saúde e à Prefeitura do Assu a assinatura de um termo de ajustamento de conduta (TAC), estabelecendo prazos para a conclusão e funcionamento da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) municipal, cuja obra se encontra parada.

O TAC foi proposto pelo procurador da República Victor Queiroga, representante do MPF no Vale do Açu, e pelas promotoras de Justiça Iara Pinheiro e Tiffany Mourão, durante uma reunião realizada no último dia 16, na sede da Governadoria, em Natal. Participaram do encontro o secretário estadual de Saúde, George Antunes; o prefeito de Assu, Gustavo Soares; o Secretário de Saúde de Assu, Luís Eduardo Pimentel; além de representantes de outros municípios da região.

Além de discutir o TAC quanto à conclusão da UPA, a reunião serviu para debater a prestação do serviço de saúde no Hospital Regional Nelson Inácio dos Santos, localizado no mesmo município, mas pertencente à rede estadual. O pronto atendimento municipal funciona hoje dentro desse hospital, uma vez que a UPA ainda não foi concluída, apesar de a obra ter iniciado em 2012.

O Termo de Ajustamento de Conduta será analisado pelas assessorias jurídicas da prefeitura e da secretaria estadual. Caso o TAC seja aceito, à Prefeitura de Assu caberá instituir o Serviço de Classificação de Risco, dentro de um prazo de 30 dias, e adotar as providências para concluir a obra da UPA, dentro de 90 dias, transferindo o pronto atendimento para o local em no máximo mais 30 dias após o fim da construção.

Já o Governo do Estado se comprometerá a dar suporte ao Pronto Atendimento Municipal até que este seja transferido para a UPA, incluindo fornecimento de alimentação aos profissionais; utilização dos serviços de ambulância; vigilância armada; utilização da central de esterilização e da lavanderia; e serviços de laboratório de análises clínicas e raio X.

As UPAs são “unidades não-hospitalares de atendimento às urgências e emergências”, de complexidade intermediária, e devem funcionar 24 horas por dia. Para o Ministério Público, “pelas suas características e importância assistencial, os gestores devem desenvolver esforços no sentido de que cada município disponha de, pelo menos, uma dessas unidades, garantindo, assim, assistência às urgências com observação até 24 horas para sua própria população ou para um agrupamento de municípios para os quais seja referência”.


Assessoria de Comunicação

NASF Realizou atividades voltadas para prevenção e promoção à saúde com o grupo de adolescentes

Na tarde desta terça-feira foi desenvolvida ação de prevenção e promoção à saúde com o grupo de adolescentes que fazem parte da Polícia Mirim do nosso município. 

A equipe do Nasf Santana Do Matos realizou atividades voltadas para a área da Educação Sexual, temática bastante pertinente e importante de ser trabalhada com o público atendido, já que, nossos jovens iniciam sua vida sexual cada vez mais cedo e precisam lidar com a sexualidade de maneira consciente e responsável. 

Na ocasião foi falado sobre IST's (Infecções Sexualmente Transmissíveis), métodos contraceptivos, saúde sexual, gravidez na adolescência e vacinação contra o vírus HPV.

Polícia Militar do RN completou 183 anos de criação

PM/ASSECOM
A Polícia Militar do Estado do Rio Grande do Norte completou nesta terça-feira (27/06/2017) 183 anos de criação.
Composta na atualidade por variados órgãos e serviços especializados, a Polícia Militar habita em todos os municípios do Estado do Rio Grande do Norte e conta com efetivo aproximado de 8.500 homens e mulheres que executam diuturnamente o policiamento ostensivo geral, com vistas a garantir a ordem, a segurança pública e a tranquilidade dos cidadãos sempre respeitando os Direitos Humanos.
O Coronel PM André Luiz Vieira de Azevedo, atual Comandante Geral da PMRN, ressaltou o orgulho de fazer parte desta história e desejou um feliz aniversário a todos os PMs, "A farda não é uma veste que se despe com facilidade e até com indiferença, mas uma outra pele que adere a própria alma irreversivelmente para sempre. No dia em que completamos 183 anos, queremos destacar que fazemos parte desta história e temos orgulho de dizer que somos SOLDADOS DA GLORIOSA POLÍCIA MILITAR DO RIO GRANDE DO NORTE. Desejamos um feliz aniversário a todos os audazes combatentes da PMRN!”
Veja fotos históricas da PMRN (Clique aqui)
Assista vídeos da PMRN (Clique aqui)
História
A Polícia Militar do Estado do Rio Grande do Norte foi criada no dia 27 de junho de 1834 na administração do Presidente Basílio Quaresma Torreão com o nome de Corpo de Polícia da Província e com o efetivo de 40 homens, a comando do Tenente do Exército Manoel Ferreira Nobre, mas somente foi organizada no dia 04 de novembro de 1836 no Governo do Dr. João José Ferreira de Aguiar.
Antes de receber o nome definitivo de Polícia Militar em 1947, esta Corporação teve ainda as seguintes denominações:
* Corpo de Polícia da Província;
* Corpo Policial do Rio Grande do Norte;
* Companhia de Polícia;
* Meia Companhia de Polícia;
* Corpo Militar de Segurança;
* Batalhão de Segurança;
* Batalhão da Polícia Militar;
* Regimento Policial Militar e;
* Força Pública Militar.
Com a missão de preservar a ordem pública e garantir a segurança dos cidadãos, a Instituição Policial Militar teve o seu batismo de fogo em dezembro de 1840, na antiga Vila Nova da Princesa, atual Cidade de Assú, durante um tumultuado processo eleitoral, o qual ficou conhecido como “Fogo de Quarenta”. Já na segunda metade do século XIX prestou relevantes serviços ao país quando cedeu alguns de seus Policiais Militares para defenderem a pátria na Guerra do Paraguai e na Guerra de Canudos. Contudo, o auxílio ao Governo Federal não se restringiu a esses dois episódios, pois atendendo a outras convocações enviou contingentes ao Estado do Maranhão para combater a Coluna Prestes (1925) e ao Estado de São Paulo por eclosão da Revolução Constitucionalista de 1932.
A Polícia Militar teve forte atuação no combate ao cangaceirismo, destacando a invasão do bando de Lampião em Mossoró em 13 de junho de 1927, onde a Polícia Militar, que unida ao povo mossoroense, expulsou o audacioso bando. Entretanto, a maior demonstração de heroísmo e tenacidade da Polícia Militar foi por ocasião da Intentona Comunista de 1935, quando em número bastante reduzido de homens e armas, resistiu bravamente ao poderio bélico dos insurretos. Na ocasião, a Polícia Militar perdeu o bravo Soldado Luiz Gonzaga de Souza no dia 24 de novembro de 1935, que defendia heroicamente o Quartel do Comando.
Ao longo de sua história, a Polícia Militar gradativamente modernizou e ampliou as suas formas de atuação de mantenedora da ordem pública, com a implantação de diversas modalidades de policiamento para o melhor desempenho de suas atribuições constitucionais. Na década de 1980 a Polícia Militar incorporou as primeiras Oficiais femininas, as quais foram precursoras na ativação da Companhia Feminina de Polícia no Estado.

Para blindar Temer na CCJ, deputados podem faltar a sessão

Diante do desgaste perante a opinião pública da troca de membros titulares da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, partidos da base aliada pretendem sugerir que os deputados que forem a favor da denúncia contra o presidente Michel Temer faltem à sessão que vai decidir sobre abertura ou não de processo contra o peemedebista no Supremo Tribunal Federal. Ao não participar da votação no colegiado, os parlamentares darão espaço para que suplentes alinhados com o governo façam uso do voto.
A medida tem sido discutida nas bancadas e avaliada como a saída ideal para evitar a exposição dos partidos. Na segunda-feira, 26, o Solidariedade colocou o líder da bancada, Áureo (RJ), na vaga de titular que era do deputado Major Olímpio (SP), deslocado para suplência. Olímpio é um notório crítico do governo Temer e já havia anunciado que votará a favor do prosseguimento da denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR).
Enquanto definem estratégias para derrubar a denúncia, governistas acreditam ter maioria na CCJ para votar contra a denúncia e apostam que a oposição não conseguirá os 342 para autorizar a investigação. Por precaução, os líderes governistas estão ouvindo suas bancadas para saber o posicionamento de cada membro titular na comissão.
O PR marcou uma conversa nesta noite com seus cinco titulares na CCJ. O objetivo é ouvir a posição de cada um e orientá-los a votar contra a denúncia. O partido se preocupa com o posicionamento dos deputados Delegado Waldir (PR-GO) e Jorginho Mello (PR-SC), que já deram sinais de que podem acatar a denúncia. Mello já foi destituído da titularidade da CCJ durante a votação da admissibilidade da reforma da Previdência porque era contra a proposta de emenda à Constituição (PEC).
Waldir e a deputada Christiane Yared (PR-PR) foram substituídos porque votariam contra a proposta do governo. Desta vez, o líder José Rocha (PR-BA) disse que buscará o convencimento. “Não pretendo tirar ninguém”, afirmou ao Estado/Broadcast Político.

Temer insinua que Janot recebeu dinheiro com delação premiada

Em uma tentativa de mostrar que está sendo atingido por uma denúncia feita por “ilação”, o presidente Michel Temer citou o ex-procurador da Operação Lava Jato Marcelo Miller como alguém que “ganhou milhões em poucos meses” após deixar a força-tarefa e ingressar em escritório de advocacia que negociou acordo de leniência dos delatores do Grupo J&F. Temer levantou a suspeita de que o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, se beneficiou financeiramente da remuneração de Miller, mas negou, no entanto, que estivesse fazendo uma ilação.
“Um assessor muito próximo ao procurador-geral da República, senhor Marcelo Miller, homem de sua mais estrita confiança, um dia deixa o emprego do sonho de milhares de jovens brasileiros”, afirmou. “Abandona o Ministério Público para trabalhar em empresa que faz delação premiada com o procurador-geral (Rodrigo Janot). Ganhou milhões em poucos meses, o que levaria décadas para poupar”, prosseguiu, ressaltando que não houve uma “quarentena”.
Segundo Temer, Miller “garantiu ao seu novo patrão um acordo benevolente, uma delação que o tira das garras de Justiça, que gera uma impunidade nunca antes vista”. “E tudo ratificado, tudo assegurado pelo procurador-geral. Pelas novas leis penais da ilação, ora criada na denúncia, poderíamos concluir que, talvez, os milhões não fossem unicamente para o assessor de confiança que deixou a Procuradoria da República”, declarou o presidente.
De acordo com declaração da Procuradoria-Geral da República (PGR) de maio deste ano, Miller não participou da negociação de delação dos executivos do grupo J&F, holding da JBS. Miller pediu exoneração do Ministério Público em março e, naquele mês, seria advogado no escritório Trench, Rossi e Watanabe, o que ainda o é. A PGR informou que a delação premiada é celebrada por pessoas físicas, enquanto o acordo de leniência envolve a pessoa jurídica. O escritório no qual Miller trabalha participou da negociação de leniência do Grupo J&F, de Joesley Batista.
O presidente destacou ainda que basta olhar os últimos anos e os últimos acordos de delação para saber que “ninguém saiu com tanta impunidade”. “Mas eu tenho responsabilidade, não farei ilações. Tenho a mais absoluta certeza que não posso denunciar sem provas. Não posso ser irresponsável”, completou.
Temer, que não citou Janot diretamente no seu pronunciamento de cerca de 20 minutos, disse que não queria repetir o comportamento que estava criticando. “Não denunciarei sem provas. Não criarei falsos fatos para atingir objetivos subalternos. Por tradição e formação acredito na Justiça. Não serei irresponsável”, reforçou.
Temer que chegou acompanhado de cerca de 50 parlamentares e ministros, disse que se estivesse na Câmara poderia fazer uma sessão, pois já havia quórum e afirmou estar “agradavelmente surpreso com o apoio espontâneo”. Temer disse ainda que, por ser da área jurídica, não se impressionava com os fundamentos “ou a falta deles” na denúncia e que sob o foco jurídico “a minha preocupação é mínima”. “Aguardarei a decisão do Judiciário”, disse. “Mas se fosse só aspecto juridico, não estava fazendo essa manifestação. O faço em função do ataque indigno a minha pessoa”, afirmou.
Conforme antecipou o Estado/Broadcast, Temer afirmou que a “denuncia por ilação” abriu um precedente perigosíssimo. Temer disse ainda que optou por falar o nome do procurador Miller, pois seu nome “foi usado deslavadamente na denúncia”. “Havia um desejo de ressaltar quase em letras garrafais o meu nome”, disse.
Ao afirmar que estão tentando imputar atos criminosos contra ele e que “não conseguirão”, Temer disse ainda que o empresário Joesley Batista foi trazido de volta ao Brasil quando começaram a perceber que as provas estavam inconsistentes. “Interessante ele veio de boné para se disfarçar”, afirmou. “Eles foram preparados, treinados, para conversas induzidas”, completou.
Temer afirmou que a gravação de sua conversa com Joesley, utilizada na denúncia, é uma prova inválida e que já foi questionada por diversos jornais e pelo perito que a defesa contratou. Ele destacou ainda que até a perícia oficial da Policia Federal, que não apontou edições, aponta “120 interrupções”. Em laudo de 123 páginas, os peritos criminais do Instituto Nacional de Criminalística (INC) concluíram que “não foram encontrados elementos indicativos” de que a gravação da conversa “tenha sido adulterada em relação ao áudio original, sendo a mesma consistente com a maneira em que se alega ter sido produzida”.
Sem citar o nome do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), Temer negou a acusação de que teria dado aval para que o empresário comprasse o silencio do ex-parlamentar para que este não fizesse delação. “Querem imputar a ideia de que mandei pagar isso, aquilo”, destacou.
No fim de sua fala, Temer disse não saber como Deus o colocou como presidente, “com uma tarefa difícil, mas tenho honra de ser presidente”. “Não fugirei das batalhas, nem da guerra que temos pela frente.”
Defesa. Miller afirmou que “não cometeu nenhum ato irregular” desde que deixou a Procuradoria-Geral da República. “Não cometi nenhum ato irregular, mas não responderei às afirmações a meu respeito pela imprensa”, afirmou o advogado, em comunicado à imprensa. “Apenas me manifestarei perante as autoridades com competência para examinar os fatos e com interesse na aferição da verdade.”

Operação Manus: Solto pela Justiça, Fred Queiroz teria negociado delação premiada

Portal Agora RN: A Justiça Federal do Rio Grande do Norte libertou na última sexta-feira, 23, o empresário Fred Queiroz, suspeito de integrar uma organização criminosa que teria praticado lavagem de dinheiro comprando apoios políticos na eleição para o Governo do Estado, em 2014, para o então candidato Henrique Eduardo Alves (PMDB).
A verba utilizada para tal fim, segundo apontam investigações do Ministério Público Federal, teve origem em propina paga por empreiteiras, notadamente a OAS, favorecidas pela influência do ex-deputado e ex-ministro dos governos Dilma Rousseff (PT) e Michel Temer (PMDB).
O relaxamento da prisão de Fred, que foi secretário de Obras do município de Natal durante a gestão de Carlos Eduardo Alves (PDT), foi assinado pelo juiz Francisco Eduardo Guimarães, titular da 14ª Vara Federal, o mesmo que expediu o mandato de prisão preventiva no dia 6 de junho, durante a Operação Manus. Na oportunidade, Henrique Alves também foi preso por ter supostamente praticado corrupção passiva e lavagem de dinheiro, além de organização criminosa. Agora solto, Fred vai precisar cumprir uma série de determinações. Caso contrário, ele volta para a ser preso.
Entre as medidas estão a proibição de entrar no diretório do PMDB, de manter contato com outros investigados e com filiados do partido que possuam mandatos eletivos e a obrigação de se apresentar mensalmente na 14ª Vara para prestar informações de suas atividades.
Segundo informações apuradas pelo Portal Agora RN/Agora Jornal, a soltura de Fred Queiroz integra uma das benesses proporcionadas pela negociação de um acordo de colaboração premiada com o Ministério Público Federal. O depoimento, inclusive, já teria sido prestado.
Na delação, além de confirmar as denúncias contra Henrique, Fred Queiroz pode ter entregado outras possíveis engrenagens da Prátika Locações, empresa de sua propriedade que monta tendas para a Prefeitura de Natal desde a primeira gestão da ex-governadora Wilma de Faria. A mesma empresa teria sido utilizada no esquema de lavagem de dinheiro obtido por propina da OAS em 2014 durante a campanha para o Governo do Estado.
Ainda de acordo com informações de bastidores, promotores do Ministério Público Estadual participam da negociação, o que denota que o conteúdo do depoimento envolve diversas figuras políticas. O esquema de corrupção no Idema, já desvelado pela operação Candeeiro e que envolve o deputado estadual Ricardo Motta (PSB), também teria sido mencionado pelo empresário. Apesar disso, o ex-ministro Henrique Alves teria sido o maior atingido pela colaboração, o que pode complicar ainda mais a sua situação.
A Prátika Locações presta, há muitos anos, serviços a vários órgãos do Rio Grande do Norte, a exemplo da Prefeitura de Natal. Somente na gestão passada de Carlos Eduardo (2012-2016), a empresa contratou mais de R$ 10 milhões com a gestão municipal. A empresa era responsável por quase todas as montagens de tendas e palcos para a gestão do pedetista, até se tornar secretário municipal.
A Prátika esteve ativa ainda durante o governo de Rosalba Ciarlini (2011-2015). Na época, a empresa firmou compromisso com duas partes: a Empresa Potiguar de Promoção Turística (Emprotur) e o Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente do Rio Grande do Norte (Idema).
Com a Emprotur, a Prátika tomou parte em contrato que culminou em nove termos aditivos, sendo o último, datado de 2 de abril de 2013, no valor diminuído de R$ 485 mil. Já no caso do Idema, o Diário Oficial do Estado de 7 de outubro de 2011 mostra traços da contratação. No documento, apresenta-se um termo de aditivo que acrescenta 25% (vinte e cinco por cento) a um objeto contratado no valor de R$ 325 mil – correspondente a 25% do valor inicialmente contratado, referente à inclusão de mais oito municípios no evento ambiental itinerante “Caravana Ecológica”.

QUATRO MOTOCICLETAS FORAM FURTADAS DURANTE EVENTO REALIZADO NO MUNICÍPIO DE BODÓ

 
1º FURTO
A PESSOA DO SENHOR JOSÉ RANIERE RAWESON DO NASCIMENTO, INFORMOU QUE FURTARAM SUA MOTOCICLETA DE COR AZUL,  SEM PLACAS.
2º FURTO
O SENHOR THIAGO SILVA DOS SANTOS, TEVE SUA MOTOCICLETA HONDA POP 100 DE PLACA OWG-1763/ CERRO CORA.
3º FURTO
O SENHOR JOSÉ CARLOS DO NASCIMENTO, INFORMOU QUE FURTARAM SUA MOTOCICLETA, SEGUNDO O CB ESDRAS, O MESMO NÃO PASSOU OS DADOS DA REFERIDA MOTO.
4º FURTO
A SENHORA JOSEFA LOIZE DE MELO, TEVE SUA MOTOCICLETA HONDA FAN ANO  2011, PLACAS PFF 5320 CERRO CORA,  FURTADA.
 
TODAS AS VITIMAS FORAM ORIENTADA A PRESTAREM QUEIXA NA DPC PARA PROCEDIMENTOS LEGAIS.

CONVITE MISSA


SECRETARIA MUNICIPAL DE OBRAS DÁ INÍCIO À RECUPERAÇÃO DE CALÇAMENTO


O Governo Municipal, através da secretaria Municipal de Obras, vem realizando nos últimos dias importante e cuidadoso trabalho de recuperação do calçamento danificado nas ruas e avenidas de nosso Município.
Atualmente, os reparos estão acontecendo na Comunidade de Barão de Serra Branca.
O secretário José Garibalde destaca a importância desse serviço e informa que está executando uma programação conforme necessidades observadas pela própria equipe de obras e apontadas pela população

terça-feira, 27 de junho de 2017

GTOR intercepta bandidos em veículo roubado na RN que liga Caicó/Jucurutu

Uma equipe do GTOR/3º DPRE fazia fiscalização na estrada estadual que liga Caicó a Jucurutu (RN-118) e se deparou com homens a bordo de um veículo com queixa de furto/roubo.
De acordo com a Polícia Militar, o veículo é um Chevrolet ÔNIX de placas QGE-1206 NATAL. Os bandidos abandonaram o carro e se embrenharam em meio ao mato para escaparem.
O veículo já está à disposição da autoridade competente na 3ª DRP (Delegacia Regional / Plantão). Os policiais pediram apoio a várias viaturas e cercam a área para prendê-los.
A polícia não sabe precisar o número de bandidos que estavam a bordo do veículo e agora fogem caatinga à dentro. Moradores nas imediações tiveram o apoio da Polícia Militar durante toda a noite.

Fonte: Jair Sampaio

Governador abre 9º Fórum Nacional Eólico nesta terça-feira

O governador Robinson Faria abrirá oficialmente o 9º Fórum Nacional Eólico – Carta dos Ventos 2017, que começa amanhã, 27, e segue até a quarta-feira, 28, na Escola de Governo Dom Eugênio Sales, no Centro Administrativo. A abertura acontece às 14h.
O Fórum é o principal ponto de encontro político-econômico entre governo e empreendedores no setor de energia eólica no Brasil, e se renova a cada ano, com abordagens dinâmicas, conferencistas relevantes e debates oportunos. Em sua última edição, reuniu mais de 800 participantes em dois dias de intensos debates, troca de conhecimento e relacionamento.
A escolha do RN para sediar o evento não acontece à toa. Mais de dois terços das operações do setor eólico nacional estão concentrados na Região Nordeste do Brasil. Rio Grande do Norte, Bahia, Ceará, Piauí e Pernambuco lideram o ranking de empreendimentos instalados e continuam atraindo novos investimentos graças à natureza pródiga, mas também em razão das ações dos governos federal, estaduais e municipais.
A primeira sessão plenária terá como tema “O Poder e o Setor Eólico”, através do qual serão discutidas as intenções e objetivos dos governos Federal e dos estados quanto aos empreendimentos eólicos, a infraestrutura e a matriz elétrica nacional.

Energia eólica gera 3 mil empregos por ano no Rio Grande do Norte

O Rio Grande do Norte, atual líder em produção de energia eólica no Brasil, tem hoje 32% de toda a produção energética do país. A energia eólica é a fonte renovável com maior taxa de crescimento no Brasil desde 2009, ano em que a fonte de energia foi considerada como viável no Brasil e foram abertos leilões do Governo Federal para suprir a demanda energética no país.
Atualmente, a energia gerada pelos parques eólicos em atividade no Brasil são capazes de abastecer quase 12 milhões de residências, e 1/3 dessa energia é produzida no Rio Grande do Norte. Com 125 parques eólicos em atividade, 24 em construção e 27 contratados, o estado lidera o ranking nacional na produção de energia e consequentemente geração de empregos.

Frente Parlamentar apresenta situação da agricultura no Rio Grande do Norte

Aconteceu na manhã desta segunda- feira 26, na sede da Emater – RN, a segunda reunião da Frente Parlamentar da Agricultura Familiar, instalada na Assembleia Legislativa em maio, com o objetivo de discutir ações de incentivo à atividade no Rio Grande do Norte.
Na programação da segunda-feira, foi apresentada a situação da agricultura familiar no RN, a ser conduzida por César Oliveira, membro da base do LabRural (UFRN); seguida de explanação sobre as estratégias para levantamento de proposições da agenda política da Frente, por Cátia Lopes, diretora geral da Emater; exposição sobre energia eólica nos projetos de assentamentos do RN, ministrada por José Augusto Silva, engenheiro agrônomo do Incra/RN; e apresentação sobre o programa Agro+, por Guilherme Saldanha, secretário estadual de Agricultura, Pecuária e Pesca.
A Frente Parlamentar conta com a participação dos mandatos dos deputados estaduais Fernando Mineiro (PT), George Soares (PR), Gustavo Carvalho (PSDB) e do deputado estadual Souza (PHS), propositor da Frente. Participam da reunião o secretário estadual da Agricultura, Pecuária e Pesca, Guilherme Saldanha, o superintendente estadual do Incra, José Leonardo, os titulares da Seara RN, Raimundo Costa Sobrinho, e da Secretaria de Recursos Hídricos do RN (Serhid), Ivan Lopes Jr, do presidente da Fetarn, Manoel Cândido, entre outras autoridades.

Após denúncia, Temer se reúne com ministros e líderes do Governo

Após a apresentação da denúncia do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, o presidente Michel Temer se reuniu com ministros e líderes aliados, em seu gabinete, no Planalto, para começar a discutir as estratégias para reação.
Neste momento, Temer está com os ministros da Casa Civil, Eliseu Padilha, e da Secretaria-Geral, Moreira Franco. Além dos dois ministros, Temer também se reuniu com os ministros da Secretaria de Governo, Antonio Imbassahy, da Fazenda, Henrique Meirelles, da Justiça, Torquato Jardim, e líderes no Congresso, deputado André Moura e senador Romero Jucá.
Temer está discutindo os próximos passos para reagir politicamente à denúncia, mas também está preocupado com a reação jurídica, que está sob o comando do seu advogado, Antônio Claudio Mariz, assim como o impacto desta denúncia na economia, que começava a dar sinais de recuperação.
Quando a notícia da apresentação da denúncia chegou ao Planalto, Temer estava com a ministra-chefe da Advocacia Geral da União, Grace Mendonça. A primeira avaliação é de que o fatiamento é “muito ruim” para o presidente porque prorrogará o processo e o seu consequente sangramento. Mas, o governo não tem ideia ainda de como este gesto de Janot chegará à opinião pública e qual o tamanho do estrago que poderá provocar.
A capacidade de mobilização da oposição contra o seu governo poderá ditar os rumos dos próximos passos. O temor é que, caso haja mobilização popular contra Temer, a sua base termine de se esfacelar e, com o voto aberto, os deputados se sintam pressionados e acatem a denúncia de Janot, condenando o presidente.
Fatiamento. O problema é que esta poderá ser apenas a primeira de uma série de três ou quatro denúncias contra Temer. Na verdade, a temperatura mais real só poderá ser tomada nos próximos dias, com o desenrolar dos fatos.
O presidente quer que a resposta à denúncia seja dada, pelo seu advogado, com viés jurídico. Mas, a exemplo do que aconteceu em outras ocasiões, uma resposta mais consolidada só deverá ser apresentada nesta terça-feira, embora Mariz já tenha reagido dizendo que “o valor jurídico do relatório é nenhum”.
Temer quer também que os parlamentares de sua base aliada saiam em sua defesa. A avaliação é de que muitos congressistas sabem que a sua punição poderá ser a abertura para uma condenação em massa de deputados e senadores. Um dos auxiliares de Temer lembrou que fragilizar o presidente é fortalecer Janot e isso significará deixar na chuva também os parlamentares.
Temer tem pressa em barrar a denúncia a ideia é que até mesmo a sua defesa seja feita em menos sessões. Isso poderá levar até mesmo à necessidade de suspender o recesso parlamentar.
Até às 23 horas desta segunda-feira, o presidente permanecia no Planalto reunido com auxiliares.

ANIVERSÁRIO DE DONA MARIA DE JESUS ASSUNÇÃO101 ANOS.


segunda-feira, 26 de junho de 2017

Nelter Queiroz solicita que Delegacia de Polícia Civil de Currais Novos trabalhe em regime de plantão durante os finais de semana

Preocupado com a criminalidade que atinge a região Seridó, o deputado estadual Nelter Queiroz (PMDB) propôs à Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do RN (SESED-RN) a criação de plantão policial durante os finais de semana, em regime de sobreaviso, na Delegacia de Polícia Civil de Currais Novos.
Esta ideia abraçada pelo parlamentar, foi uma sugestão do vereador curraisnovense Edmilson Sousa que visa proporcionar mais estrutura de trabalho não só para a Polícia Civil, mas também para a Militar.
"Além de Currais Novos, outros municípios como Lagoa Nova e Cerro Corá também serão beneficiados com este pleito, uma vez que todos os procedimentos policiais ocorridos durante os finais de semana são levados para registro de flagrante delito no município de Caicó, isso, devido à ausência de delegado e escrivão de plantão na Delegacia de Polícia Civil", disse Nelter.

Molon vai solicitar instalação de Comissão de impeachment

mulon nova
O deputado federal Alessandro Molon (Rede-RJ) afirmou, em mensagem de vídeo encaminhada à imprensa, que entrará nesta segunda-feira (26) com mandado de segurança solicitando que o Supremo Tribunal Federal (STF) obrigue o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), a instalar a Comissão de Impeachment do presidente Michel Temer.
A iniciativa, de acordo com Molon, será tomada porque o laudo da Polícia Federal, divulgado na sexta-feira (23), atestou que o áudio da conversa gravada pelo empresário Joesley Batista, da JBS, com o presidente Michel Temer, no dia 7 de março, no Palácio do Jaburu, não foi editado ou adulterado.
“Diante do resultado da perícia da Polícia Federal, que mostrou que não houve edição ou manipulação no áudio em que Michel Temer é gravado praticando crimes, e diante da paralisia do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, na segunda-feira vou entrar com mandado de segurança, pedindo que o Supremo obrigue o presidente da Câmara a instalar a Comissão de Impeachment”, disse Molon.
No total, já foram encaminhados a Maia 20 pedidos de impeachment contra o presidente Michel Temer, após gravações e denúncias feitas por executivos da JBS, em delação premiada. O primeiro pedido foi feito justamente por Alessandro Molon. Maia, por enquanto, não analisou os pedidos.

ACIDENTE TIPO CAPOTAMENTO FOI REGISTRADO NA ZONA RURAL DE LAGOA NOVA

J JÚNIOR
Na noite do Sábado (24) um acidente tipo capotamento foi registrado no sitio Chã do Espinheiro, zona rural de Lagoa Nova envolvendo um veículo camionete Frontier de placas OKB-2037 conduzido por JOÃO AILSON DA SILVA.
 
No veículo estavam outras quatros pessoas, identificadas como Amanda Vivian da Fernandes de Araújo e Silva Gomes, Madja Graciele de Lima e Heitor Leone.
 
Apenas Amanda precisou ser socorrida com suspeita de luxação no ombro. Os outros ocupantes tiveram apenas escoriações leves.
 
A Polícia Militar foi acionada e compareceu ao local para realizar os procedimentos cabíveis. Informações e fotos, Polícia Militar de Lagoa Nova.

Líderes da base veem risco para Temer em denúncia de Janot

Líderes da base aliada de Michel Temer na Câmara dos Deputados afirmaram ao Estado não ser possível assegurar a rejeição da denúncia que o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, deve apresentar até amanhã contra o presidente da República. Mesmo com uma coalizão estimada em cerca de 400 deputados, parlamentares ponderam que o teor da acusação formal e os seus desdobramentos podem influenciar o posicionamento dos congressistas, aumentando o risco de Temer sofrer um revés.
A denúncia contra o presidente é apresentada no Supremo Tribunal Federal, que só pode julgar sua aceitação ou não com o aval da Câmara. Após ser encaminhada para a Casa, a acusação tramita primeiro na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) antes de seguir para o plenário. São necessários os votos de 172 dos 513 deputados para negar a autorização. Se aprovada por no mínimo 2/3 da Casa, retorna ao Supremo. Caso a Corte aceite a denúncia, o presidente é obrigado a se afastar do cargo por 180 dias.
Para Baleia Rossi (SP), líder do PMDB, partido de Temer e que tem a maior bancada da Casa, com 64 deputados, o governo não pode se descuidar. “No Parlamento nada é automático. Vai ter que trabalhar. Cada líder da base vai ter que trabalhar sua bancada. Vai ter que ter convencimento. Não dá para achar que está tudo resolvido.” 
Segundo ele, é preciso “conhecer os elementos da denúncia e formar um convencimento para ajudar os deputados a formarem sua convicção”.
Comissão. Além do PMDB, os principais partidos aliados também não asseguram vida fácil ao governo, em especial na CCJ. DEM e PSDB, por exemplo, rejeitam a hipótese de substituir nomes no colegiado que possam votar contra a denúncia. “Os nomes (do DEM) na CCJ estarão todos preservados, não vou mudar ninguém para atender algum desejo do governo ou algo assim. Vão votar com sua consciência”, disse Efraim Filho. A bancada do DEM tem 29 deputados.
De acordo com o líder do PSDB na Câmara (46 integrantes), Ricardo Tripoli, os tucanos vão “votar de acordo com a sua consciência”. Tripoli disse que “de forma alguma” haverá troca de membros em favor do governo. Ele também não garante qual será a posição dos tucanos na denúncia: “Vamos reunir a bancada, vamos discutir e vou tentar buscar maior número de consenso para nos manifestarmos em uníssono”.
Outros líderes seguem a mesma linha. “Não vou fazer um exercício de futurologia. Não é possível prever (se haverá manutenção de apoio)”, disse José Rocha, do PR, cuja bancada possui 37 deputados.
Jovair Arantes, do bloco PTB, PROS, PSL, PRP, que tem 24 deputados, disse que não pode “agir por hipótese”. “Tenho que ver a denúncia e analisar. Só tomo decisão com meu time (bancada)”, afirmou. “Não sabemos o que vai acontecer”, completou Marcos Montes, do PSD.
Articulações. O Planalto aposta em uma estratégia jurídica associada à política para derrubar a denúncia na Câmara. Temer passou o fim de semana tratando do tema. No sábado, viajou a São Paulo para se encontrar com seu advogado Antonio Cláudio Mariz. No domingo, ele se reuniu no Palácio da Alvorada com ministros, líderes e aliados no Congresso.
Apesar de o encontro ter como pauta oficial as votações no Congresso, o Planalto confirmou que outro advogado do presidente, Gustavo Guedes, também participou da reunião. De acordo com a lista oficial, participaram os ministros Henrique Meirelles (Fazenda), Torquato Jardim (Justiça), Eliseu Padilha (Casa Civil), Antonio Imbassahy (Secretaria de Governo), Moreira Franco (Secretária-Geral da Presidência) e Sergio Etchegoyen (Gabinete de Segurança Institucional). Estavam presentes também o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e os líderes do governo no Congresso, André Moura (PSC-SE), e na Câmara, Aguinaldo Ribeiro (PP-PB).
Temer é investigado por corrupção passiva, obstrução de Justiça e organização criminosa. Janot poderá apresentar uma única denúncia ou fatiá-la de acordo com os crimes apurados.
No convencimento de deputados, o Planalto vai argumentar que o procurador-geral da República age de maneira pessoal ao acusar Temer. Outro argumento é o de que a classe política deve se unir para salvar o presidente porque, caso contrário, toda ela estará ameaçada.

sábado, 24 de junho de 2017

ARRAIA SOCIAL


Amazonenses foram presos em Parelhas acusados de tentativa de estelionato

MARCOS SILVA
A Polícia Militar foi acionada na manhã desta Sexta (23/6), para se deslocar até a Agencia do Banco do Brasil de Parelhas, para verificar uma ocorrência de tentativa de estelionato. Chegando ao local conseguiu comprovar a pratica e prendeu três pessoas.
Os acusados estavam tentando conseguir um empréstimo em nome de um aposentado do INSS do estado de Minas Gerais. Na hora de realizar o saque funcionários desconfiados da ação resolveram acionar a Policia Militar.
Os acusados foram identificados como; Maria de Fátima Batista Amorim, Raimundo Lisboa Amorim e Rarilson Batista Amorim, todos naturais do estado de Manaus e residentes em Santa Cruz do Capibaribe no estado de Pernambuco.
Em uma bolsa usada pelos mesmos foi encontrado vários cartões de créditos. Os mesmos estavam em um veículo modelo UP, de cor vermelha, com placas de Santa Cruz do Capibaribe PE.
A Polícia Militar conduziu a ocorrência para a Delegacia de Polícia Civil de Parelhas, que realizou os primeiros procedimentos e logo em seguida foi conduzida para a DP da cidade de Caicó.

Mulher é atingida por bala perdida na cidade de Jucurutu



BLOG PM JUCURUTU
Por volta das 22:40 H/min. a Polícia Militar de Jucurutu realizava patrulhamento de rotina no bairro Freitas, quando foi informada de que havia ocorrido disparos de arma de fogo, em via publica no referido bairro. De imediato a guarnição de serviço foi até o local dos disparos. Chegando lá encontrou a pessoa de Luzirene Morais de Souza, residente na Rua Maria Eloiza, bairro Freitas, Jucurutu-RN. Luzirene relatou aos policiais que estava no interior de sua residência, que por isso não viu os autores dos disparos, quando ouviu um barulho de moto, seguido de disparos de arma de fogo, que quando percebeu já havia sido atingida na perna.
No local do ocorrido a PM encontrou algumas peças de roupas, dois moletons e uma camiseta, além de um capacete vermelho com a viseira quebrada.
A Polícia Militar não tem informações sobre a motivação dos disparos, se seria contra a vida de alguém ou não, como da autoria. A PM Realizou diligências na tentativa de localizar os autores dos disparos mas não obteve êxito.

POSTO DE COMBUSTÍVEIS VOLTA A SER ASSALTADO EM CURRAIS NOVOS

CAPACETE DEIXADO PELO O LADRÃO
J JÚNIOR
POR VOLTA DAS 18h30min. DESSA SEXTA-FEIRA (23/06) UM ASSALTO FOI REGISTRADO A UM POSTO DE COMBUSTÍVEIS NO CENTRO DE CURRAIS NOVOS "POSTO LOURA GÁS" ONDE UM ASSALTANTE MAGRO, ALTO, MEDINDO CERCA DE 1,70m, CABELO LOURO BAIXO, USANDO CAMISA VERDE, CALÇÃO AMARELO COM ROSAS PRETAS, CHEGOU EM UMA BICICLETA, ARMADO COM UM REVÓLVER E ANUNCIOU O ASSALTO E ROUBOU UMA PEQUENA QUANTIA EM DINHEIRO.
NESSE MOMENTO TODAS AS VIATURAS ESTÃO EM DILIGÊNCIAS A PROCURA DO LADRÃO QUE DEIXOU CAIR UM CAPACETE NA FUGA. O MESMO FUGIU SENTIDO ESCADÃO E SUBIU PARA RUA DO ROSÁRIO E POSTERIOR GETÚLIO VARGAS. ACREDITA-SE QUE POSSA ESTÁ ESCONDIDO EM ALGUMA CASA  NA RUA DO ROSÁRIO.
QUALQUER INFORMAÇÃO ENTRE EM CONTATO PELO OS NÚMEROS ABAIXO;
(84) 9 9866-1904- Whatsaap- Polícia Militar;
(84)9 9634-7269 –Whatsaap- Polícia Civil;
COPOM através do 190 pode ser anônimo;
Se preferir pode usar o mural de recados do nosso blog;
Denuncie unidos somos mais fortes no combate à criminalidade.

MP recomenda suspensão de gastos com a Festa de Santana

Desde março, o município de Santana do Matos está sob decreto de estado de emergência
A Promotoria de Justiça de Santana do Matos expediu nesta sexta-feira (23) recomendação para que a Prefeitura não realize gastos com a realização da Festa de Santana, que acontece tradicionalmente no mês de julho. O documento destaca a situação de gravidade pela qual o município passa, sendo “assolado por um dos períodos de seca mais violentos de sua história”.
Em razão desse panorama, em março deste ano, o Governo do Estado declarou o município de Santana do Matos como uma das áreas em estado de emergência (Decreto n.º 26.730/2017), por ter sido afetada de forma intensa pela seca. Dessa forma, o município deve evitar gastos com eventos festivos, incluindo a contratação de artistas, serviços de buffets e montagens de estruturas para eventos.
Além da precariedade acarretada pela seca, o promotor ressalta na recomendação os procedimentos de contratação de artistas por inexigibilidade de licitação que devem ser observados. Entre eles, destaca-se a necessidade de realizar esse tipo de contratação diretamente com artista ou com empresário fixo. Com isso, pretende-se eliminar a figura do “intermediário”, pessoa que não é empresário fixo do artista e que se responsabiliza pela contratação para um determinado evento único, que muitas vezes onera ainda mais a contratação.
O MP segue o entendimento fixado pelo Tribunal de Contas de Minas Gerais na Denúncia nº 749.058, que afirma que “a figura do empresário não se confunde com a do intermediário. Aquele é o profissional que gerencia os negócios do artista de forma permanente, duradoura, enquanto que o intermediário agencia eventos em datas aprazadas, específicas, eventuais”.
A recomendação abre prazo de dez dias para que o prefeito manifeste-se sobre a obediência ou não às medidas sugeridas.
Confira aqui a íntegra da Recomendação.

sexta-feira, 23 de junho de 2017

EQUIPE TÉCNICA SMS REALIZOU REUNIÃO COM OS PROFISSIONAIS DA ESF NOVA APARECIDA


No ultimo dia 20/06 a equipe técnica da SMS realizou reunião com os profissionais da ESF Nova Aparecida (médico, enfermeira, técnicos de enfermagem e de saúde bucal e Agentes Comunitários de Saúde) com objetivo de tratar assuntos relacionados ao atendimento à população por parte da equipe e o funcionamento daquela Unidade de Saúde. Estiveram presentes na reunião, a Sra. Catarina Guimarães, Secretária de Saúde; Ana Paula Florêncio, Coordenadora de Atenção Básica; Thayná Braga, Coordenadora de Vigilância Epidemiológica e Mônica Damasceno, Técnica em Saúde.

Edilima Freire

Fachin libera inquérito contra Temer e PGR terá 5 dias para fazer denúncia

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), tornou disponível nesta quinta-feira, 22, uma cópia digital dos autos do inquérito aberto contra o presidente Michel Temer para a Procuradoria-Geral da República o que, na prática, abre um prazo de cinco dias para que o órgão apresente a denúncia contra o peemedebista.
O ministro também pediu para que a Polícia Federal remeta, “tão logo ultimados”, o relatório final sobre o caso e a perícia feita da gravação da conversa entre Temer e o empresário Joesley Batista, do Grupo J&F. A PF havia pedido um prazo extra de cinco dias para concluir as investigações.
Para economizar tempo, Fachin determinou ainda que, assim que a PF enviar os documentos faltantes, o conteúdo deverá ser automaticamente remetido ao procurador-geral da República, Rodrigo Janot.
Como a PF já enviou o relatório parcial do inquérito em que aponta elementos sobre corrupção passiva, a PGR analisa fatiar a denúncia e enviar primeiro ao STF a parte relacionada ao suposto pagamento de propina a Rodrigo Rocha Loures, ex-assessor de Temer.
Além de corrupção passiva, o inquérito contra o presidente também investiga os crimes de obstrução de Justiça e formação de organização criminosa.
Se houver a apresentação de denúncia, o caso terá de ser analisado pela Câmara dos Deputados. O processo só terá seguimento no STF se for aprovado por 342 dos 513 deputados. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), já afirmou que está disposto a suspender o recesso parlamentar de julho para analisar a denúncia. A expectativa hoje é de que Temer teria força para barrar o processo no Legislativo.

Propina de empreiteiras serviu para pagamento de “favores”, aponta MPF

Fred Queiroz, ex-secretário de Obras Públicas de Natal

Alguns dos “favores” feitos pelos ex-deputados Henrique Eduardo Alves e Eduardo Cunha à OAS, em troca das propinas, são detalhados na denúncia do Ministério Público Federal e ocorreram “em especial no ano de 2013, por meio da superação de restrições à participação da empresa na privatização dos aeroportos do Galeão e de Confins, por meio da aprovação do projeto da Lei Complementar n. 283/2013, referente à rolagem da dívida pública do Município de São Paulo, e da superação de entraves à liberação de financiamento do BNDES relativo à obra da Arena das Dunas, em Natal”.
Para o Ministério Público Federal, disfarçar a propina por meio de doação eleitoral foi uma das estratégias mais usadas. Em junho de 2012, ainda antes do período de campanha, foram pagos R$ 700 mil pela OAS, por meio do Diretório Nacional do PMDB, sempre com aval de Léo Pinheiro.
Ainda da OAS, veio repasse de mais R$ 500 mil em 13 de agosto do mesmo ano, através do Diretório Nacional. Até setembro chegaram mais R$ 1 milhão e posteriormente mais R$ 500 mil para a dupla, pelo mesmo caminho. Já em outubro, outros R$ 500 mil. Entre junho e setembro, dessa vez em 2014, o MPF registra repasses de R$ 650 mil e de R$ 3 milhões, através da conta de campanha ou pelo Diretório do PMDB no Rio Grande do Norte.

Rio Grande do Norte perdeu R$ 1,68 bilhão com violência no trânsito em 2016

 Foto arquivo

A violência no trânsito potiguar provocou um impacto econômico de R$ 1,68 bilhões no ano passado, ou 3,02% do Produto Interno Bruto (PIB). Essa é a perda da capacidade produtiva causada por acidentes que mataram 571 pessoas e deixaram outras 729 com invalidez permanente. O valor corresponde ao que seria gerado pelo trabalho das vítimas caso não tivessem se acidentado. O cálculo é do Centro de Pesquisa e Economia do Seguro (CPES), da Escola Nacional de Seguros.
Entre 2015 e 2016, houve redução de 34,59% na perda do PIB do estado. No ano anterior, a capital federal o valor da perda no PIB foi de R$ 2,56 bilhões. Mesmo assim, o estado tem a terceira maior perda percentual do Nordeste e tem média acima da regional que é de 2,77%. O fator que mede a perda da capacidade produtiva é chamado de Valor Estatístico da Vida (VEV), ou seja, o quanto cada brasileiro deixa de produzir anualmente em caso de morte ou invalidez.
Segundo o diretor do CPES, Claudio Contador, a redução do número de vítimas de acidentes graves está ligada a dois fatores básicos: o aumento da fiscalização (Lei Seca) em alguns estados e a crise econômica, que reduziu as vendas de automóveis e tirou muitos veículos de circulação no país.
“A violência no trânsito caiu de forma considerável, o que é um fato alentador. Ainda assim, o número de vítimas remete a um quadro de guerra. E a grande maioria concentra-se na faixa etária de 18 a 64 anos. Ou seja, pertence a um grupo em plena produção de riquezas para a sociedade”, analisa Claudio Contador.
No Brasil
São Paulo, Minas Gerais e Paraná lideram as estatísticas de perdas decorrentes dos acidentes de trânsito. Segundo o estudo do CPES, o impacto econômico nesses estados foi de R$ 24,7 bilhões, R$ 15,7 bilhões e R$ 11 bilhões, respectivamente. Em São Paulo, morreram 5.248 pessoas em acidentes no ano passado – quase o dobro de toda a Região Norte. O Rio de Janeiro registrou perdas de R$ 10,2 bilhões, com 2.199 mortes no trânsito. Já o Nordeste lidera em número de acidentes com invalidez permanente: 11.086, sendo 4.094 noCeará e 1.609 em Pernambuco.
O Centro-Oeste sofreu a maior perda em comparação com o Produto Interno Bruto: o impacto da violência no trânsito consumiu 3,6% do PIB regional, seguido das regiões Nordeste (2,8%) e Sul (2,6%). O Estado de Goiás, por exemplo, registrou 1.559 mortes em acidentes e 1.622 casos de invalidez permanente, o que representou impacto de R$ 6,8 bilhões (4% do PIB).
Mas há casos em que a situação é muito mais grave. Em Roraima, a perda chega a 6% do PIB estadual, recorde no país. “Quando uma pessoa morre num acidente, ela deixa de produzir riquezas para seu país. Se fica inválida, deixa de produzir e também impacta a economia de sua família, porque fica dependente de cuidados e tem despesas adicionais. É disso que a nossa pesquisa trata”, explica Claudio Contador.
Segundo a economista Natalia Oliveira, coautora do estudo, a queda no número de acidentes de trânsito, principalmente com vítimas fatais, representa um grande avanço. “Essa redução é consequência, entre outros fatores, de uma resolução das Nações Unidas que estipula uma meta audaciosa: diminuir em 50% o número de vítimas no trânsito até 2020. Para atender essa resolução, o Brasil criou o Plano Nacional de Redução de Acidentes e Segurança Viária para a década 2011- 2020”, diz.
O Plano é composto de ações de fiscalização, educação, saúde, infraestrutura viária e segurança veicular, que visam contribuir para a redução das taxas de mortalidade e lesões por acidentes de trânsito. “Essas medidas são bem eficazes quando percebemos um retorno tão significante, não só nas vidas que poupamos, mas também no que deixamos de perder no PIB”, conclui Natalia

Detran lança campanha educativa para conscientizar motoristas no RN

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) aprovou nesta quinta-feira o projeto de lei 8.022/14, que veta a aplicação de multa e a retenção do veículo se o motorista não estiver com a carteira de habitação e o licenciamento anual, caso o agente de trânsito possa obter as informações sobre o condutor e o veículo contidas nos documentos por meio de consulta a banco de dados oficial.
O projeto, que tramita desde 2014, foi apresentado pela ex-deputada Sandra Rosado (PSB-RN) e pela deputada Keiko Ota (PSB-SP) e altera o Código de Trânsito Brasileiro. Ele foi aprovado em caráter conclusivo, ou seja, se não houver recurso de algum deputado, ele vai direto para o Senado sem precisar passar pelo plenário da Câmara.
De acordo com o projeto, quando não for possível ao agente de trânsito realizar a consulta online das informações do veículo ou do condutor, o auto de infração será cancelado caso o motorista apresente, em até 30 dias, o documento ao órgão de trânsito responsável pela autuação. Assim, o motorista não terá pontos computados em sua carteira referentes à infração.
A comissão acompanhou o voto do relator, deputado João Campos (PRB-GO), pela constitucionalidade e juridicidade do texto. O colegiado também aprovou emenda da Comissão de Viação e Transportes para exigir a apresentação, pelo condutor, de algum documento de identificação oficial, a fim de ser beneficiado pela medida.


Fonte: Veja

Detran lança campanha educativa para conscientizar motoristas no RN

O Governo do Estado, por meio do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), lançou na tarde desta quarta-feira, 21, no Natal Shopping, a campanha educativa #CurtoDirigirBem, com o objetivo de conscientizar condutores de veículos sobre a importância de respeitar leis de trânsito e dirigir com prudência.
Para retratar a realidade da violência nas estradas, a peça publicitária levou para o corredor de um dos centros de compras mais movimentados da capital potiguar carros e motos destruídos em acidentes reais e um questionamento: “Qual a distância entre o que você diz e o que você faz no trânsito?”. Além disso, o Detran apresentou um óculos que simula a embriaguez, com o qual os efeitos do álcool na visão dos condutores pode ser experimentado.
O intuito da nova campanha, segundo o publicitário Odemar Neto, é despertar nos motoristas a reflexão sobre a conduta no trânsito e colocar o condutor em na situação de “agente transformador”. “Fizemos a campanha trazendo a realidade, com carros e motos de acidentes reais, fazendo as pessoas refletirem sobre o que é importante. Cerca de 90% dos acidentes de trânsito são causados pelos próprios motoristas”, considera.
Para a secretária estadual de Comunicação, Juliska Azevedo, com a ação educativa, o Governo do Estado espera que os motoristas pensem sobre as consequências de uma conduta imprudente no trânsito. “A campanha funciona como um espelho, fazendo com que as pessoas reflitam sobre a conduta que têm tido no trânsito, como, por exemplo, no consumo do álcool e no uso do celular. E já no primeiro dia, estamos tendo um retorno muito positivo”, afirma.
Juliska afirma que as campanhas educativas executadas pelo órgão têm reduzido o número de acidentes. “As campanhas têm se mostrado um elemento importante para a conscientização. Em 2016, houve uma redução de 12% no número de entradas no Hospital Walfredo Gurgel de vítimas de acidentes de trânsito”, frisa. Por causa disso, a secretária conta que, obrigatoriamente, parte da arrecadação do Detran é destinada a campanhas de comunicação. “Estamos procurando envolver as pessoas. Por isso, trouxemos a campanha para o shopping, onde as pessoas estão em compras, em um momento de lazer. E temos colhido depoimentos de pessoas que estão parando para refletir”, comemora.
Segundo o diretor geral do Detran, Júlio César Câmara, a #CurtoDirigirBem faz parte de uma série de campanhas educativas que vêm sendo desenvolvidas pela instituição desde 2013. Ele relata que o órgão tem obtido êxito nas ações, com a redução nos índices de acidentes e mortalidade nas estradas. “De 2015 para 2016, conseguimos reduzir em cerca de 1.700 ocorrências o número de acidentes de trânsito. E de 2012 para 2016 reduzimos em 20% o número de pessoas que morreram no trânsito. Estamos trazendo a sociedade para participar junto conosco e construir um trânsito cada vez mais seguro”, afirma.

Júlio César, diretor Detran-RN, conversando com o Agora Jornal. (Foto: José Aldenir / Agora Imagens)
Júlio César ressalta a importância de que os condutores percebam que o trânsito é composto por diversos agentes. “É importante que as pessoas participem e interajam junto conosco, ao respeitar as leis, ser prudente e pensar no próximo. É importante saber que, além de você, há outras pessoas no trânsito. Enfocamos isso nas campanhas educativas”, assinala.
O diretor do Detran revela que a campanha será ampliada para todo o Rio Grande do Norte e ocupará diversas plataformas. “Vamos levar isso para todo o estado. Vamos levar para outros shoppings, universidades e escolas. Somadas às pessoas que curtem dirigir bem, vamos buscar um trânsito mais seguro aqui no estado”, finaliza.