APOIO

APOIO

terça-feira, 31 de outubro de 2017

SANTANA DO MATOS VIVENCIOU SUA 1º FEIRA GASTRONÔMICA.




A Prefeitura de Santana do Matos,  através das Secretarias Municipais de Assistência Social e a de Cultura, fez  acontecer na última quinta-feira (26/10), a 1ª Feira Gastronômica.  O evento foi realizado na praça Aluízio Alves,  no centro da cidade.

Na praça, também houve  apresentação de arte  musical com exibição magnífica da Filarmônica  Maestro Romildo Batista dos Santos executando o  1° concerto com temas de filmes.  Ainda houve, no coreto da Praça, mais presentações de artistas da terra.

A 1ª Feira Gastronômica, valorizou diversos produtos  regionais com   sabores locais e fez parte da programação do aniversário de 90 anos da cidade e contou com um bom público que lá esteve para prestigiar. 
 
ASCOM
Prefeitura Municipal de Santana do Matos - RN

Cobertura fotográfica

Prefeitura Municipal de Santana do Matos

Procuradora pede que STF aceite denúncia contra Agripino


A procuradora-geral da república, Raquel Dodge, defendeu junto ao Supremo Tribunal Federal (STF) o recebimendo da denúncia contra o senador José Agripino Maia (DEM-RN). A acusação foi apresentada em um desdobramento da Operação Lava Jato.
A denúncia foi apresentada em setembro pelo então procurador-geral Rodrigo Janot. O senador é acusado de receber propina da empreiteira OAS em troca de favores relacionados à Arena das Dunas, em Natal, construída para a Copa do Mundo de 2014.
Segundo o Tribunal de Contas da União (TCU), o estádio foi superfaturado em R$ 77 milhões. Agripino Maia nega as acusações, e diz que não há na denúncia qualquer indício de recebimento de propina.
Réu
Em seu parecer, Dodge pede que a denúncia seja recebida. Ou seja, ela quer que o senador se torne réu em ação penal no STF.
“A denúncia narra os fatos atribuídos ao acusado em um contexto de recebimento de vantagens indevidas, de forma oculta e disfarçada, no âmbito de complexo esquema de corrupção envolvendo diversas pessoas, divididas em núcleos especializados em determinadas tarefas”, escreveu Raquel Dodge no parecer.
A denúncia vai ser analisada pela Primeira Turma do Supremo. Se o colegiado aceitar a acusação, o senador responderá por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.
G1

Humanidade corre risco de suicídio, diz Papa sobre arma nuclear


Após o Vaticano negar que o papa Francisco estaria trabalhando para mediar a crise entre os Estados Unidos e Coreia do Norte, o Pontífice disse nesta segunda-feira (30) que “a humanidade corre risco de suicídio” fazendo referência ao uso de armas nucleares.
Durante visita a sede do Dicastério para o Desenvolvimento Humano Integral, a subsecretária Flaminia Giovanelli, afirmou à rádio Vaticano, que ao falar sobre armas nucleares, a declaração de Francisco foi repleta de “palavras muito fortes”.
“O papa ressaltou novamente, algo que faz habitualmente, o fenômeno do comércio das armas. Ele reiterou a denúncia desse comércio que estimula e sustenta esse conflitos, que não são surtos, mas, sim uma guerra real”, acrescentou Giovanelli.
Para Jorge Mario Bergoglio, “a ameaça que, infelizmente, esteve presente há décadas, mas às vezes se torna mais aguda na atualidade”, é um risco ao “suicídio da humanidade”, finalizou a subsecretária do Dicastério.
ANSA

Pesquisadora da UFRN apresenta alternativas à crise hídrica no RN


A apresentação das potencialidades do projeto de pesquisa da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) denominado Aquaponia foi um dos destaques do Seminário Motores do Desenvolvimento na manhã desta segunda-feira, 30, no auditório da Fiern, em Natal. A exposição foi conduzida pela coordenadora do Departamento de Engenharia de Aquicultura e chefe do Laboratório de Produção de Organismos Aquáticos, Virgínia Cavalari, em um evento que teve como tema os Impactos da Crise Hídrica no RN.
“Temos uma unidade funcionando na cidade de Currais Novos alicerçada sob esses moldes e que apresenta uma economia de 80% a 90% em relação ao sistema de agricultura tradicional. Tomando a terra como o local de sustentação da vegetação, esta será abastecida por nutrientes produzidos por peixes e camarões. Em seguida à retirada dos nutrientes pelas raízes, a água é assim purificada e retorna, por gravidade, para os tanques onde são produzidos os peixes e camarões. Ao final de um ciclo, uma pequena unidade produz mais de 50 kg de peixe, com um investimento aproximado de dois mil reais”, colocou Virgínia Cavalleri.
Presente ao evento, a reitora da UFRN, Ângela Maria Paiva Cruz, considera a seca o maior desastre perene natural do Brasil e que acabou por estar normalizada na vida dos nordestinos. “O tema dos recursos hídricos remete de imediato à qualidade de vida. Sem água, comprometemos nossa existência. Sem abastecimento de água potável, sem água para irrigação e para a pecuária, em um efeito dominó, atingimos a economia, o sistema de educação e de saúde e, por conseguinte, afeta o desenvolvimento. Interpreto inclusive que, apesar do reconhecimento da predominância do clima tropical semiárido no Nordeste, a sustentabilidade dos Recursos Hídricos não tem sido priorizada nas políticas públicas há muitas décadas”, analisou a reitora da UFRN, Ângela Maria Paiva Cruz.
A reitora citou que a UFRN trabalha o tema do semiárido e dos recursos hídricos em atividades de ensino, pesquisa, extensão, empreendedorismo e inovação nas diversas áreas acadêmicas: humanas, sociais aplicadas, saúde, exatas e tecnológicas. Ela relatou exemplos. “Em 2016, por exemplo, a Nuteq, empresa Júnior do curso de Engenharia Química, foi uma das três finalistas, entre mais de 300 empresas juniores convocadas, em um prêmio nacional apresentando um projeto para resolver o problema de falta d’água no Brasil. Neste ano, a Pró-Reitoria de Extensão e a de Pesquisa lançaram edital conjunto para apoio à realização de projetos voltados à gestão sustentável de água e energia no RN, que resultou em 14 propostas a serem financiadas pela UFRN, a maioria com foco na região do semiárido potiguar.”
Esta foi a 32º edição do Seminário Motores do Desenvolvimento, em uma organização conjunta do jornal Tribuna do Norte, Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), Sistema Fecomércio/RN e Sistema Fiern.

Movimento municipalista lança campanha que alerta população e autoridades para a crise


Há anos, os gestores municipais vêm alertando para as dificuldades de arcar com o excesso de responsabilidades sem a devida contrapartida de recursos. Diante de uma grave crise enfrentada pelo País, esse cenário se tornou ainda mais crítico. Com o objetivo de alertar a sociedade e as autoridades em relação a essas dificuldades, o movimento municipalista lança nesta segunda-feira, 30 de outubro, a campanha “Não deixem os Municípios afundarem”.
A ação vai ocorrer durante o mês de novembro e terá como destaque uma mobilização nacional em Brasília no dia 22 de novembro. Nesta semana, vai ocorrer a chamada Semana Municipalista, que prevê uma maior mobilização dos gestores presentes para a aprovação de matérias importantes no Congresso Nacional.
A Confederação Nacional de Municípios (CNM) destaca a importância de todos se mobilizarem para que o Congresso Nacional e o poder Executivo apoiem os Municípios em relação às pautas prioritários do movimento.
A entidade aponta algumas das ações que podem ser feitas: i) entre em contato com o seu deputado, o seu senador e solicite a aprovação dos itens contidos na pauta prioritária; ii) estreite o diálogo com a sua comunidade e desenvolva ações para mostrar os motivos reais da crise; iii) Busque as rádios locais, jornais e outros veículos e conceda entrevistas apresentando o quadro atual da sua prefeitura; e iv) compartilhe com a Confederação as iniciativas desenvolvidas no seu Município. Pode ser texto, fotos ou mesmo vídeos.
A CNM dispõe de uma série de estudos técnicos reforçando a situação de crise. Utilize esses materiais para apresentar dados concretos. Além disso, inchado do quadro de pessoal, o subfinanciamento dos programas e o corte de gastos federais podem ser mencionados. Aproveite também para compartilhar com a sua comunidade as ações em busca de mais recursos, como essa campanha.
Pauta prioritária Definida junto às entidades municipalistas estaduais e aos gestores, a pauta mínima do movimento envolve oito itens. Um desses foi o que teve início com a grande mobilização de prefeitos nordestinos em Brasília. Nós encaminhamos ao Palácio do Planalto um pedido de auxílio financeiro para o final do ano, na faixa que equivaleria a 1% do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), ou seja, em torno de R$ 4 bilhões.
Também é preciso mobilizar para conseguir a derrubada do veto ao Encontro de Contas no Congresso Nacional. O presidente da República, Michel Temer, vetou essa medida no projeto que tratava da dívida previdenciária dos Municípios, um compromisso firmado durante a XX Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios. Nós temos de derrubar esse veto, pois é uma luta histórica das administrações municipais.
Das matérias que tramitam no Senado, o movimento municipalista se empenha primordialmente para a aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 29/2017, também chamada de PEC do 1% do FPM, que disciplina a distribuição de recursos pela União ao fundo; da PEC 61/2015, que autoriza a apresentação de emendas diretamente ao FPM; e da PEC 66/2015, que prevê a atualização dos programas federais .
Já na Câmara, entre as matérias prioritárias prontas para apreciação do Plenário estão: Projeto de Lei (PL) 3.776/2008, que atualiza o piso salarial do magistério público da educação básica pelo índice de inflação; o PL 2.289/2015, que prorroga o prazo para a disposição final ambientalmente adequada dos resíduos sólidos; e a PEC 212/2016, que institui novo regime de pagamento de precatórios.

PF encontra R$ 30 mil em notas com auxiliar de Henrique Alves no DF

Ailton de Freitas/Agência O Globo
Os policiais também encontraram R$ 10 mil na casa de Masera

A Polícia Federal encontrou R$ 30 mil em espécie no Ministério do Turismo na Operação Lavat, deflagrada na última quinta-feira. O dinheiro estava na sala do ex-chefe da assessoria parlamentar do ministério, Norton Domingues Masera, preso temporariamente na operação, que investiga assessores e familiares do ex-ministro Henrique Eduardo Alves (PMDB) que estariam cometendo crimes mesmo depois da prisão do político, em junho.
Os policiais também encontraram R$ 10 mil na casa de Masera. Indicado pelo ex-ministro do turismo Henrique Alves para ocupar o cargo, Masera permaneceu como assessor na pasta mesmo com a saída do peemedebista no ano passado. Ele só foi exonerado na última sexta após ser preso temporariamente.
No pedido de prisão enviado à Justiça Federal do Rio Grande do Norte, o Ministério Público Federal descreveu Masera como um dos “relevantes auxiliares” de Henrique Alves e afirmou que a permanência dele na pasta do Turismo “envidencia a continuidade de influência do ex-parlamentar no governo federal”.

No celular do peemedebista analisado pela PF foram encontradas mensagens entre ele e Masera sobre “troca de cargos estratégicos e liberação de verbas no Ministério do Turismo” em municípios do Rio Grande do Norte.
O empresário Frederico Queiroz, preso em junho na mesma operação que levou Henrique Alves para trás das grades e hoje delator, apontou Masera como “um dos responsáveis pelo esquema de lavagem de dinheiro na campanha de Henrique Alves ao Governo do Estado do Rio Grande do Norte em 2014”. Queiroz afirmou também que era Masera quem viajava para diferentes cidades, inclusive para São Paulo, “a fim de receber vantagens indevidas oriundas da Odebrecht”.


Fonte: Valor

segunda-feira, 30 de outubro de 2017

Filha de Henrique fala em ‘alguém nos bastidores’ tratando da soltura do pai

Frankie Marcone/Futura Press/Estadão Conteúdo
Henrique Alves no dia de sua prisão (06 de junho)
Interceptação telefônica flagrou a filha do ex-ministro Henrique Eduardo Alves (PMDB-Governos Dilma e Temer – Turismo) dizendo ao irmão que haveria ‘alguém trabalhando, em Brasília, nos bastidores, pela soltura’ do pai. Andressa de Azambuja Alves Steinmann e a mulher de Henrique Alves, Laurita Arruda, foram alvo de mandado de busca e apreensão na Operação Lavat, desdobramento da Manus – que, em 6 de junho, prendeu o peemedebista.

“Interceptações telefônicas indicam que ela trata da prisão de seu pai, na “Operação Manus”, com Laurita Silveira Dias Arruda Câmara (áudios de índice 12953470, 12966629 e 12976564). Em outro diálogo, mantido com seu irmão, Andressa de Azambuja chega a afirmar que alguém relacionado ao advogado Marcelo Leal estaria trabalhando, em Brasília/DF, “nos bastidores”, pela soltura de Henrique Alves (áudio de índice 13016560)”, informa parecer do Ministério Público Federal, no Rio Grande do Norte, à Justiça.

A Lavat cumpriu 27 mandados de busca e apreensão, três de prisão temporária e dois de condução coercitiva. As medidas foram determinadas pela 14ª Vara da Justiça Federal no Rio Grande do Norte. Foram presos três ex-assessores do peemedebista: Aluísio Henrique Dutra de Almeida, Norton Domingues Masera e José Geraldo Moura Fonseca Jr.

No parecer da Procuradoria da República citou um relatório da Receita Federal. Segundo o Ministério Público Federal, o parecer indica que ‘que grande parte do patrimônio de Henrique Eduardo Lyra Alves, composta principalmente imóveis, é colocada em nome de Andressa de Azambuja, o que pode configurar ocultação de bens ilicitamente adquiridos’.

O nome da operação é referência ao provérbio latino “Manus Manum Fricat, Et Manus Manus Lavat”, cujo significado é: uma mão esfrega a outra; uma mão lava a outra.
A reportagem está tentando contato com as defesas dos investigados.

COM A PALAVRA, HENRIQUE ALVES

A afirmação de que terceiros estariam lavando dinheiro de Henrique Alves é absolutamente falsa e mentirosa. Andressa, filha de Henrique, está vendendo um imóvel de sua propriedade para pagar dívidas e garantir sua sobrevivência. A suposição de que a esposa de Henrique, Laurita, tivesse obtido documento falso sobre a sua condição de saúde é uma infâmia que atinge não apenas a ela, mas ao médico que o atende e a este advogado que jamais utilizaria de subterfúgio para enganar a Justiça. Basta uma consulta ao controle de entrada da Academia de Polícia para constatar a visita periódica de fisioterapeuta para tratamento de sua enfermidade. É lamentável que pessoas inocentes sejam envolvidas em investigação estéril e sem qualquer fundamento. A defesa apresentou resposta em que refuta com provas e documentos todas as acusações e confia na Justiça e na absolvição de seu cliente por ser inocente.
Marcelo Leal de Lima Oliveira
OAB/DF 21.932

Segundo análise prévia, incêndio que causou morte de freira teria sido intencional

Arquivo Pessoal
Terenice Souza Vilas Boas, de 47 anos
Nesta segunda-feira, 30, o Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep) descartou a possibilidade do incêndio que matou a freira Terenice Souza Vilas Boas, de 47 anos, na noite do domingo, 29, ter sido provocado por um curto-circuito ou vela.

Peritos levantaram a possibilidade, após perícia preliminar, de que fogo que destruiu quarto onde a religiosa repousava durante a madrugada, no Educandário Santa Teresinha, no município de Caicó, teria sido provocado intencionalmente.

Durante análise, técnicos encontraram um líquido e recipiente plástico, que poderiam ter sido utilizados para iniciar incêndio. Não foram encontrados vestígios de curto-circuito no sistema elétrico, nem da vela que teria caído enquanto irmã dormia.

Relatório completo será concluído em até dez dias e laudo definirá a causa definitiva da origem do incêndio. A Polícia Civil procede com a investigação.

NÍSIA FLORESTA: Procuradoria vê fraude em obra de cidade de 27 mil habitantes para Henrique Alves, destaca Estadão

O Ministério Público Federal, no Rio Grande do Norte, suspeita de fraude em licitação de obras da cidade de Nísia Floresta, a 50 quilômetros de Natal. Recursos federais teriam sido desviados em favor de empresas de parentes da mulher do ex-ministro Henrique Eduardo Alves (PMDB – Governos Dilma e Temer/Turismo). Nísia Floresta tem uma população estimada em 27 habitantes, segundo o IBGE.
Na quinta-feira, 26, a Polícia Federal vasculhou o gabinete do secretário municipal de Planejamento e Finanças da Prefeitura e também o setor de licitação.
Laurita Arruda e Andressa de Azambuja Alves Steinmann, mulher e filha do peemedebista, foram alvo de buscas da Operação Lavat, desdobramento da Manus – que, em 6 de junho, prendeu o ex-ministro.
Três assessores de Henrique Alves foram presos pela Polícia Federal – Aluízio Henrique Dutra de Almeida, Norton Domingues Masera e José Geraldo Moura Fonseca Jr.
Monitoramento telefônico apontou, segundo a Procuradoria da República, “tratativas de Aluízio Dutra, possivelmente no interesse de Henrique Alves, para direcionamento de licitações referentes a obras do município de Nísia Floresta, baseadas em recursos federais, em favor de empresa de parentes de Laurita Arruda”.
O Ministério Público Federal define Dutra como “o principal auxiliar de Henrique Eduardo Lyra Alves no Rio Grande do Norte”.
“No decorrer do monitoramento telefônico, verificou-se a atuação de Aluízio Dutra de Almeida no direcionamento de licitações do município de Nísia Floresta em favor da empresa Conarte Projetos, Construções e Serviços Ltda., constituída em nome de Rafael Vieira Arruda Câmara e Rodrigo Vieira Arruda Câmara, primos da esposa de Henrique Alves, Laurita Silveira Dias Arruda Câmara”, afirmou o Ministério Público Federal em manifestação à Justiça.
“Verificou-se, tanto a partir da análise do celular de Henrique Alves apreendido na “Operação Manus como em interceptações telefônicas, que Aluízio Dutra realiza operações de compra e venda de imóveis no interesse de seu patrão, com provável finalidade de ocultação patrimonial.”
Segundo os investigadores, no celular de Henrique Alves, apreendido na Manus, “já haviam sido encontradas mensagens que tratavam da atuação do ex-parlamentar na liberação de recursos federais, especialmente do Ministério do Turismo, para o município de Nísia Floresta”.
O Ministério Público Federal apontou que “dados obtidos em afastamento de sigilo telemático confirmaram forte atuação de Aluízio Dutra de Almeida perante Nísia Floresta, tendo-se constatado vários e-mails dele tratando de obras e licitações envolvendo recursos federais em tal município”.
A Procuradoria destacou “uma das conversas de Aluízio Dutra”. O diálogo teria ocorrido com “o pregoeiro de Nísia Floresta, Domiciano Fernandes da Silva, um dia antes de uma das licitações, para repasse de orientações”.
“Duas conversas foram por ele travadas com o engenheiro do município, George Ricardo França Farias, para falar sobre empresas que participariam de uma das licitações. Outros diálogos foram por ele mantidos com Jair de Medeiros Rodrigues, sócio de uma das empresas participantes de uma dessas licitações, a Práxis Construtora Ltda., para ajuste espúrio e simulação de competição”, destacou o Ministério Público Federal.
Defesa
O advogado Marcelo Leal de Lima Oliveira, que defende Henrique Alves, afirmou:
“A afirmação de que terceiros estariam lavando dinheiro de Henrique Alves é absolutamente falsa e mentirosa. Andressa, filha de Henrique, está vendendo um imóvel de sua propriedade para pagar dívidas e garantir sua sobrevivência. A suposição de que a esposa de Henrique, Laurita, tivesse obtido documento falso sobre a sua condição de saúde é uma infâmia que atinge não apenas a ela, mas ao médico que o atende e a este advogado que jamais utilizaria de subterfúgio para enganar a Justiça. Basta uma consulta ao controle de entrada da Academia de Polícia para constatar a visita periódica de fisioterapeuta para tratamento de sua enfermidade. É lamentável que pessoas inocentes sejam envolvidas em investigação estéril e sem qualquer fundamento. A defesa apresentou resposta em que refuta com provas e documentos todas as acusações e confia na Justiça e na absolvição de seu cliente por ser inocente.”
Estadão

Três áreas quilombolas do estado serão regularizadas e tituladas pela Seara

O Governo do Estado, por intermédio da Secretaria de Assuntos Fundiários e Apoio à Reforma Agrária (Seara), irá regularizar e titular as três primeiras áreas quilombolas no RN, através da Lei Estadual de Terras. A titularidade irá beneficiar exclusivamente membros destas comunidades, já que nestas áreas só vivem quilombolas, e irá se restringir, a princípio, a estas três localidades.
As três áreas estão encravadas em terras públicas estaduais nos munícipios de Ielmo Marinho (comunidade Nova Descoberta, com 22 hectares), Pedro Avelino (Comunidade Aroeira, 224 hectares) e Bom Jesus (Pavilhão, 21 hectares). O titular da Seara, Raimundo Costa, destaca a importância desta ação. “Trata-se de uma ação pioneira no Estado, ação esta que reconhece o direito à terra aos quilombos, e o Governo, consequentemente, vai fazer a titulação. Este trabalho de regularização está sendo feito em parceria com o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA)”, destacou o secretário.
Na última semana, os dois órgãos se reuniram para tratar sobre a temática em questão. Agora, o próximo passo da Seara e do Incra será visitar as comunidades nos três munícipios para orientar os quilombolas da importância de se emitir os títulos coletivamente. Essa visita deverá acontecer em alguns dias.

Incêndio mata Freira carbonizada no Educandário Santa Terezinha em Caicó

JAIR SAMPAIO
Caicó amanhece sob forte comoção. Um incêndio nas instalações do Educandário Santa Terezinha terminou com a morte Freira da irmandade do Amor Divino.
Irmã Terenice não conseguiu sair a tempo do quarto onde dormia enquanto as chamas consumiam o ambiente. Ela era natural da Bahia e estava há pouco tempo em Caicó.
De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, outra Freira identificada como Irmã Prachedes, que também estava no mesmo prédio, conseguiu sair ilesa.
"Seria precipitado afirmar, mas muito provavelmente o fogo tenha iniciado por uma vela, ou mesmo por um curto circuito na rede elétrica. A tragédia poderia ser maior, haja vista que cerca de 15 freiras moram no local, Mais devido se tratar de um fim de semana, muitas irmãs estavam viajando", comenta o blogueiro Suebster Neri.

sábado, 28 de outubro de 2017

GOVERNO DO ESTADO FECHA O CDP DE CURRAIS NOVOS

G1/RN
O Centro de Detenção Provisória de Currais Novos, na região Seridó potiguar, foi fechado pela Secretaria de Justiça e Cidadania na quinta-feira (26). Em julho deste ano, segundo a própria Sejuc, foi identificado que a unidade não oferecia condições estruturais e de segurança para a custódia de presos. No entanto, por determinação do juiz da região, a unidade continuou em funcionamento para presos do semiaberto.
 
Com o Centro efetivamente fechado, o destino do prédio onde funcionavam o CDP está sendo estudado pela Sejuc. Os agentes que atuavam lá foram designados para outras unidades.
 
Este foi o 9º CDP desativado este ano. A Sejuc afirma que outros CDPs também serão fechados, dando prosseguimento ao projeto de reestruturação do sistema prisional.
 
CDPs fechados
 
CDP de Currais Novos
 Fechado dia 25 de outubro
 
CDP da Ribeira, em Natal 
 
CDP Assu, em Assu 
 
CDP Zona Norte, em Natal 
 
CDP Nova Parnamirim, em Parnamirim
 
CDP Pirangi, em Natal 
Fechado dia 29 de setembro
 
CDP Santa Cruz, em Santa Cruz
 
CDP Macau, em Macau
 
CDP Potengi, em Natal
Fechado dia 17 de agosto.

Idoso foi encontrado morto em Currais Novos

 
POR BLOG DO JOTA DANTAS – O Senhor José Batista de Melo, 90 anos de idade, residente na Avenida 13 de Maio, no Bairro Paizinho Maria, foi encontrado sem vida no interior da própria casa na manhã dessa sexta (27). 
 
Não havia marcas de violência na vítima e aparentemente foi morte natural. Uma viatura da PM foi ao local para registrar a ocorrência e uma funerária foi acionada pela família para fazer a remoção do corpo.

Projeto de Nelter Queiroz homenageia Maria Aparecida do Nascimento em Timbaúba dos Batistas

Buscando fortalecer a memória de dona Maria Aparecida do Nascimento (In Memoriam), como uma cidadã ativa e altruísta que sempre desenvolveu ações sociais voltadas à educação e cultura de Timbaúba dos Batistas, o deputado estadual Nelter Queiroz (PMDB) protocolou Projeto de Lei (PL) na Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Norte (ALRN) com o intuito de homenagear dona Cida, como era carinhosamente chamada por seus conterrâneos, dando seu nome ao auditório da Casa da Cultura Elino Julião.

“Foi por meio do esforço de dona Cida, falecida em 06 de Março deste ano, que a Filarmônica Elino Julião foi viabilizada em Timbaúba dos Batistas, proporcionando à população local um dos maiores símbolos culturais e de divulgação do município”, destacou Nelter, frisando que este PL foi uma sugestão proposta pelos nove parlamentares timbaubenses que compõem a Câmara de Vereadores: Yllana Clemente (PSD), Erivonaldo da Silva - Vadinho (PSB), Cícero Júnior – Malaca (PRB), Taciano Fernandes – Tatá (PMDB), Leila Araújo (PMDB), Cesar de Roseiro (PSB), Karibele Teixeira (PDT), Vitelma Santos – Lelé (PR) e Zé de França (PMDB).

Após batida, passarela é retirada por risco de desabar sobre BR-101 em Parnamirim

Tiago Rebolo/ Agora Imagens
Passarela foi atingida por caminhão na manhã desta sexta-feira, 27
AgoraRN: Na manhã desta sexta-feira, 27, um acidente colocou em risco a estabilidade de uma passarela da BR-101, localizada próximo ao Parque Aristófanes Fernandes, no município de Parnamirim.
Um veículo com altura superior à 5,5 metros (a permitida para trafegar na BR), colidiu contra a passarela, danificando parte de sua estrutura. Por consequência dos danos, a estrutura será retirada para evitar qualquer tipo de incidente. O motorista do caminhão fugiu após a colisão.
Segundo informações de testemunhas que presenciaram o acidente, um caminhão transportava uma retroescavadeira quando aconteceu o acidente. O real motivo será investigado pelas autoridades que também buscam o condutor do veículo, que deverá responder pelos crimes de dano ao patrimônio público e infração da altura exigida.
O trânsito será interrompido no trecho para a retirada da passarela, que passará por reparos a posteriori. Ao longo do dia, o tráfego deverá permanecer lento na região.

Outubro Rosa: Realizou, no ginásio polesportivo, ações de saúde e palestras sobre câncer de mama



O câncer de mama é um tipo comum entre as mulheres no Brasil e no mundo. No nosso país, por ano, são registrados mais de dois milhões de casos.

E na última terça-feira, 24 de outubro, mês dedicado ao combate dos cânceres de mama e colo de útero, a Prefeitura de Santana do Matos, por meio da Secretaria de Saúde, realizou, no ginásio polesportivo, ações de saúde e palestras. As palestrantes fazem parte do Grupo de Voluntárias da Rede Feminina da Liga contra o Câncer.

O prefeito Dr. Júnior Guimarães, ao falar, assegurou que todos os exames (suspeitos) e que estavam marcados serão todos realizados este mês.

Durante o evento, houve apresentações de grupo de flautas e de danças.
No encerramento, foram sorteados brindes entre as mulheres presentes.

ASCOM
Prefeitura Municipal de Santana do Matos-RN

quinta-feira, 26 de outubro de 2017

Atenção comerciantes de Assu e região, muito cuidado com o golpe do envelope vazio

FOCOELHO
Comerciantes estão sendo vítimas do chamado "golpe do envelope vazio", em várias cidades da região do vale do Assu.
Veja como é aplicado o golpe;
O golpista deposita um envelope vazio no caixa eletrônico e informa na máquina um valor aleatório, que não é real.
O valor aparece no extrato da conta de quem deveria receber o dinheiro como se fosse uma previsão de depósito. Até que o banco confira as informações, e se a pessoa não estiver atenta, ela acredita que o dinheiro já está na conta.
Em imagens do sistema de segurança, este elemento da foto acima seria o golpista.

Grave acidente foi registrado em Currais Novos

Por J Júnior
Por volta das 18h30 dessa quarta-feira (25/10) um grave acidente foi registrado no cruzamento das avenidas Getúlio Vargas com Dr. Sílvio Bezerra de Melo envolvendo uma motoneta 50 cc conduzida por MAGNUCIA FERNANDES DE ANDRADE, residente em Currais Novos e um Fiat Uno de placas MYP-9146/Florânia conduzido por TATIANA LUZ CÂMARA, residente na cidade de Florânia.
A condutora da motoneta teve fratura na perna direita, foi socorrida pelo o SAMU e após receber atendimento no hospital regional foi transferida para Natal. A Polícia Militar foi acionada e fez o isolamento do local até a chegada do SAMU.

MPF e PF deflagram Operação Lavat, desdobramento da Operação Manus

Alvos são assessores e familiares do ex-presidente da Câmara dos Deputados Henrique Alves
Agentes da PF - imagem ilustrativa
O Ministério Público Federal (MPF) e a Polícia Federal deflagraram na manhã desta quinta-feira (26) a Operação Lavat, um desdobramento da Operação Manus, cumprindo 27 mandados de busca e apreensão, três de prisão temporária e dois de condução coercitiva. As medidas foram determinadas pela 14ª Vara da Justiça Federal no Rio Grande do Norte e têm como alvo assessores e familiares do ex-presidente da Câmara dos Deputados Henrique Eduardo Alves, que se encontra preso desde o dia 6 de junho.

As investigações desenvolvidas pelo Ministério Público Federal e a Polícia Federal, após a deflagração da Operação Manus, em junho deste ano, revelaram que assessores e familiares de Henrique Alves, no Rio Grande do Norte e no Distrito Federal, ajudavam e continuam a ajudar o ex-parlamentar na ocultação e dissimulação de valores provenientes do crime de corrupção passiva.

Os elementos obtidos com o monitoramento telefônico, conjugados com os dados reunidos em diligências de busca e apreensão na Operação Manus, conduziram à constatação da efetiva existência de indícios da prática dos crimes de lavagem de dinheiro e organização criminosa, por parte desses auxiliares. Além disso, há sinais do cometimento dos delitos de falsidade ideológica de documento particular e de fraude à licitação.

Os mandados são cumpridos em Natal, Parnamirim (RN), Nísia Floresta (RN), São José de Mipibu (RN), Angicos (RN) e em Brasília (DF), nos endereços pessoais, funcionais e empresariais dos envolvidos.


Assessoria de Comunicação

quarta-feira, 25 de outubro de 2017

Governo inaugura Café Cidadão em Santana do Matos

ASSECOM/RN - Demis-Roussos
 Fotos F Damião
O Rio Grande do Norte ganhou uma nova unidade do Café Cidadão. Na manhã desta terça-feira (24), o governador Robinson Faria e a secretária de Trabalho, Habitação e Assistência Social (Sethas), Julianne Faria, entregaram a nova instalação ao município de Santana do Matos.
Coordenado pela Sethas, o Café Cidadão oferece de segunda a sexta-feira alimentação matinal balanceada e nutritiva à população no valor simbólico de R$ 0,50 com acompanhamento de profissionais do Estado. Em Santana do Matos, serão mais de mil cafés da manhã oferecidos por semana.
"O Café Cidadão é uma iniciativa voltada para o trabalhador potiguar que, por falta de recurso ou de oportunidade, não tem condições de ter uma alimentação digna logo pela manhã. Estamos dando segurança alimentar a quem precisa", disse o governador.
O prefeito de Santana do Matos, Júnior Guimarães, lembrou que a ação chega em momento de crise econômica. "Hoje vivemos na dificuldade financeira em todos os municípios e em Santana do Matos não é diferente. As famílias menos favorecidas são as que mais sofrem por muitas vezes não ter o que colocar à mesa e o Café vem para suprir essa necessidade".
Esta é a 19ª unidade instalada no RN. Até agosto deste ano, o governo havia entregue 10 unidades do Café Cidadão. Já foram beneficiados os municípios Natal, Baraúna, Monte Alegre, Alexandria, Goianinha, Touros, Patu, Tangará e Alto do Rodrigues.
A expectativa é de expansão, segundo a titular da Sethas, Julianne Faria. "Encerramos agora o primeiro bloco do programa e já estamos em processo de licitação para novas unidades até março de 2018, atendendo os municípios que ainda não foram contemplados", falou a secretária.
Nesta quarta-feira (25) o governo, por meio da Sethas, inaugura a unidade do Café Cidadão em Lajes. Com mais essas duas, o governo chega a marca de 20 unidades instaladas desde o início da gestão e passa a oferecer 186 mil cafés da manhã em onze municípios potiguares a um valor acessível.
Visita a açude
Acompanhado do prefeito do município, o governador visitou o Açude da Pedra, reservatório que abastece a cidade e que atualmente tem 3% de reserva de água, reflexo da estiagem que atinge o Nordeste. Para amenizar os efeitos da seca, Robinson confirmou a perfuração de dez poços na região.