APOIO

APOIO

segunda-feira, 20 de junho de 2016

Investigadores comparam Henrique a Eduardo Cunha

O pedido de demissão de Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) do comando do ministério do Turismo foi motivado pela chegada ao Palácio do Planalto da informação de que autoridades policiais identificaram contas secretas do peemedebista no exterior.
O caso está sendo considerado por investigadores semelhante ao do presidente afastado da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). As supostas contas do ex-ministro fora do país foram rastreadas pelo grupo de trabalho da Lava Jato que atua na Procuradoria Geral da República (PGR) e por investigadores suíços.

Nenhum comentário:

Postar um comentário