APOIO

APOIO

sábado, 19 de novembro de 2016

Superintendente da Conab fala sobre investimento na agricultura familiar e expectativa para safra do RN em 2017

Fábio Mendonça, superintendente regional da Companhia Nacional de Abastecimento (CONAB), esteve nesta sexta-feira (18) nos estúdios do programa “Agora RN Live”, uma produção do Portal Agora RN para discutir a situação atual da safra de grãos no Rio Grande do Norte e falar sobre os projetos e programas que a companhia executa no estado. Em especial, Fábio destacou o “Programa de Aquisição de Alimentos”, em que o trabalhador rural produz o alimento que é comprado pelo governo, e, por sua vez, é repassado à população daquela região.
“É um programa que a Conab tem com muito carinho por atingir a família do campo. O Governo Federal adquire os produtos produzidos lá, e eles vão direto para entidades beneficentes, como escolas e abrigos daquela região. O agricultor produz, o governo paga um preço justo, e o alimento volta para a alimentação daquela comunidade. Assim, garantimos a segurança alimentar daquela população”, celebrou o superintendente.
Acerca da produção de grãos nesta temporada, Fábio explicou que os resultados obtidos ficaram muito abaixo do esperado, especialmente por causa dos últimos períodos de seca, mas se mostrou otimista para o próximo ano, uma vez que o Nordeste passa pela troca de fenômenos do El Niño para o La Niña. “Nos últimos cinco anos, o último bom inverno foi em 2011. Acompanhamos as safras de grãos, e de 2012 para cá, tivemos uma safra muito abaixo do normal, muito insignificante a nível do estado. Em 2015 e 2016 tivemos um aumento de 8%, mas houve um pulo de 17 mil toneladas de grãos para 18 mil, crescimento pequeno, levando em consideração que a safra normal estaria em torno de 100 mil toneladas. Houve uma melhora, mas o valor é pequeno. Encerramos a safra 2015-2016 a nível federal, e já iniciamos a de 2016-2017, nisso esperamos um aumento de cerca de 15% a 18%. No Rio Grande do Norte ainda é cedo para dizer como vai ser. Segundo as previsões climáticas, acreditamos que seja um ano bom de chuva”, concluiu.


Nenhum comentário:

Postar um comentário