APOIO

APOIO

quinta-feira, 30 de março de 2017

Ministro virá ao Rio Grande do Norte anunciar retomada das obras na Reta Tabajara

O ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella, deverá visitar o Rio Grande do Norte na próxima segunda-feira 3. Nesta sexta-feira 31, serão entregues oficialmente pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT/RN) dois viadutos que integram o pacote de intervenções realizadas na BR-101 no trecho entre Natal e Parnamirim, na Região Metropolitana de Natal, pelo órgão.
Além de acompanhar a liberação total do viaduto erguido na altura do bairro de Neópolis, na capital, e a entrega parcial do equipamento de Emaús, na cidade vizinha, o ministro deve ir também a Macaíba para verificar de perto a situação das obras de duplicação da BR-304 no trecho conhecido como Reta Tabajara. As obras, uma reivindicação histórica, estão paradas.
A Reta Tabajara é uma das principais vias de escoamento dos itens produzidos nos complexos industriais da Região Metropolitana de Natal e também de acesso ao interior do Rio Grande do Norte e ao Ceará. A primeira ordem de serviço para a duplicação do trecho de cerca de 15 Km foi assinada em março de 2014, mas desde então as obras vêm sendo interrompidas.
Quem celebra a presença do ministro em Macaíba para o provável anúncio da retomada das obras no local é o presidente da Câmara Municipal, Gélson Lima (PSB). De acordo com ele, a duplicação da rodovia representa a “redenção” para o município da Grande Natal. “A duplicação da Reta Tabajara vai beneficiar, entre outros equipamentos, a efetivação da área de Zona de Processamento de Exportações de Macaíba. Ela vai auxiliar no escoamento da produção da ZPE e ainda vai melhorar a ligação com o aeroporto de São Gonçalo do Amarante”, enumera o vereador.
Segundo Gélson, a duplicação da BR-304 no referido trecho vai melhorar o acesso ao município e a toda Grande Natal para quem trafega a partir do interior do estado. “Além disso, ela vai diminuir o número de acidentes – que são muitos no local e diminuir o furto de veículos”, diz o presidente.
De acordo ainda com o presidente do Legislativo, a informação é de que os recursos necessários para a obra estão aportados no DNIT. O que tem impedido a conclusão das intervenções é a ausência de uma licença ambiental, de ocupação do solo, que é fornecida pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente. Durante pronunciamento na Câmara na terça-feira 28, Gélson afirmou que o prefeito Fernando Cunha (PSD) fará a entrega do documento em mãos ao ministro.
Outro que comemora a possibilidade de as obras chegarem ao estágio final é o empresário Luiz Antônio Lacerda, presidente da Redecon e vice-presidente da Fecomércio/RN. De acordo com ele, a duplicação da Reta Tabajara “é importante para o desenvolvimento socioeconômico da Grande Natal”. “Ela vai viabilizar os condomínios que estão sendo construídos naquela região”, exemplifica.
O empresário também ressalta as melhorias no trânsito que as obras vão trazer para Macaíba. “É uma grande obra de infraestrutura. Indústrias e empreendimentos vão se instalar com mais facilidade. A duplicação vai dar um grande impulso em toda a região”, assinala.

Nenhum comentário:

Postar um comentário