APOIO

APOIO

terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

Aposentados e pensionistas do INSS devem fazer prova de vida até dia 28 de fevereiro




Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) informa que aposentados e pensionistas que ainda não fizeram a comprovação de vida têm até o dia 28 de fevereiro para executar o procedimento no banco em que recebe o benefício. Quem não fizer a comprovação de vida no tempo previsto poderá ter o pagamento do INSS bloqueado.

Até o dia 8 de fevereiro, mais de três milhões de beneficiários ainda não haviam comprovado o procedimento obrigatório. Segundo o INSS,  mais de 34 milhões de beneficiários têm que procurar o banco em que recebem o benefício e apresentar um documento de identidade com foto (RG, carteira de trabalho, carteira nacional de habilitação etc). Algumas instituições financeiras estão utilizando a tecnologia de biometria para realizar o procedimento nos terminais de autoatendimento.

Quem não puder comparecer à agência bancária por motivo de doença ou dificuldade de locomoção pode eleger um procurador que deverá ser cadastrado junto ao INSS. O procurador deverá ir a alguma agência da Previdência Social munido do documento assinado pelo beneficiário e de um atestado médico, emitido nos últimos 30 dias, que comprove a impossibilidade de locomoção do beneficiário ou doença contagiosa, além dos documentos de identificação do procurador e do beneficiário. Um modelo da procuração está disponível na página do INSS.

Os beneficiários que vivem no exterior também podem realizar a comprovação de vida por meio de um procurador cadastrado no INSS ou por meio de documento de prova de vida emitido por algum consulado, bem como pelo Formulário Específico de Atestado de Vida para o INSS, que está disponível nos sites da Repartição Consular Brasileira ou do próprio instituto.

Inicialmente, o prazo para que aposentados e pensionistas fizessem a prova de vida terminaria em 31 de dezembro de 2017, mas, devido ao grande número de beneficiários que perderiam o prazo, o período foi estendido até 28 de fevereiro de 2018.

(com Agência Brasil)

Nenhum comentário:

Postar um comentário