APOIO

APOIO

sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

Polícia prende 16 em operação de combate ao tráfico de drogas no RN

Dezesseis pessoas suspeitas de tráfico de drogas foram presas pela Polícia Civil do Rio Grande do Norte na manhã desta quinta-feira (27) nas cidades de Santa Cruz, Currais Novos e Tangará, na região Seridó do estado, e em Ceará-Mirim, na Grande Natal. A operação foi batizada de Missionários do Inharé - uma alusão à lenda que originou o nome da cidade de Santa Cruz, município localizado a 115 quilômetros da capital. Os mandados de prisão forram expedidos pela juíza Giselle Priscilla Draeger, da Vara Criminal da Comarca do município de Santa Cruz.
Das 16 pessoas presas, três foram detidas em flagrante por tráfico de drogas e porte ilegal de armas de fogo. Um adolescente foi apreendido. A Polícia Civil também apreendeu uma pistola calibre 380 com 13 munições, um revólver calibre 38 municiado, um colete à prova de balas, maconha, crack e uma quantidade de dinheiro fracionado.De acordo com a Delegacia Geral da Polícia Civil, a operação é fruto de uma investigação de seis meses feita pela equipe da Delegacia de Narcóticos (Denarc) de Natal, que é comandada pelos delegados Ulisses de Souza e Márcio Lemos, em conjunto com a equipe da 9ª Delegacia Regional de Polícia, a 9ª DRP. Os detidos foram autuados por tráfico de drogas e associação para o tráfico. Ao todo, 120 policiais civis participaram da operação.
Segundo o delegado Márcio Lemos, as investigações apontaram para a atuação da suposta organização criminosa voltada para a comercialização de drogas no município de Santa Cruz. “Esse grupo possuía funções bem definidas e com certo nível organizacional e hierárquico. Cada membro da organização tinha seu modus operandi, mas que sempre se interligavam quando o assunto é tráfico ou comércio de armas, sem falar em assaltos e homicídios praticados por alguns deles”, afirmou.
Missionários do Inharé
Diz a lenda que a árvore inharé era considerada sagrada em 1831 e que atraía toda sorte de males quando seus ramos eram quebrados. Depois que o missionário José Rodrigues da Silva aliou-se aos irmãos João da Rocha e Lourenço da Rocha e juntos ergueram a Santa Cruz de Inharé, os malefícios cessaram, as fontes jorraram água e os animais tornaram-se mansos.

Fonte: G1 RN

Nenhum comentário:

Postar um comentário