APOIO

APOIO

quinta-feira, 16 de junho de 2016

Delator da Lava Jato diz ter repassado propina para cinco políticos do RN

Machado cita o ministro Henrique Eduardo Alves (PMDB); os senadores José Agripino (DEM) e Garibaldi Filho (PMDB); e os deputados federais Felipe Maia (DEM) e Walter Alves (PMDB)


http://portalnoar.com

Na delação premiada do ex-presidente da Transpecto, Sérgio Machado, ele diz ter repassado dinheiro de propina para pelo menos cinco políticos do Rio Grande do Norte: o ministro Henrique Eduardo Alves (PMDB); os senadores José Agripino (DEM) e Garibaldi Filho (PMDB); e os deputados federais Felipe Maia (DEM) e Walter Alves (PMDB). As informações são do Jornal Folha de São Paulo.
A reportagem mostra que, entre os beneficiados com a propina, segundo a versão de Machado, também estão mais 13 parlamentares de outros estados. Entre eles, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB), e a fiel defensora da presidente afastada Dilma Rousseff (PT): a deputada federal Jandira Fegjali (PCdoB).
Indicado pelo PMDB para a função, Machado informou que o partido foi o maior beneficiado, com R$ 100 milhões. De acordo com a delação, a palavra propina não era mencionada. No entanto, os políticos que o procuravam atrás de doações sabiam que os recursos não vinham dele e sim eram “solicitados” das empresas que mantinham contrato com o Governo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário