APOIO

APOIO

quarta-feira, 14 de junho de 2017

SANTANA DO MATOS: Acusado de matar professor em 2016 é condenado a mais de 14 anos de prisão em regime fechado.

João Carlos Bezerra da Silva, 26 anos, foi condenado por júri popular, na noite desta terça-feira (13), pela morte do professor Alcivan Medeiros da Silva natural de Felipe Guerra, cidade da região Oeste potiguar.
A pena definida pela Justiça foi de 14 anos e 2 meses e 15 dias de reclusão em regime fechado.
O julgamento começou na manhã desta terça-feira 13/06 e só terminou à noite, por volta das 20h. Familiares e amigos da vítimas estiveram no tribunal do júri onde ocorreu a audiência.
RELEMBRE O CASO
O professor Alcivan desapareceu no sábado (02//04/2016), dia em que ele foi para Mossoró. O veículo, um Fiat Uno Vivace, foi encontrado totalmente queimado em uma região de mata entre os municípios de Fernando Pedroza e Santana do Matos no domingo (03/04/2016).
Depois de uma investigação conduzida pela Delegacia de Polícia Civil de Santana do Matos, na região do Sertão Central potiguar, com apoio da Delegacia de Polícia Civil de Angicos e da Delegacia Especializada em Homicídios (Dehom) de Mossoró, resultou na prisão de João Carlos Bezerra da Silva, 25 anos, suspeito pela morte do professor Alcivan Medeiros da Silva. No dia 20 de abril de 2016, quando na presença de seu advogado e negando a autoria do crime, o suspeito apresentou-se ao delegado responsável, na cidade de São Rafael, e já que sua prisão tinha sido decretada o Delegado então realizou os procedimentos legais, ocorrendo em seguida o seu recolhimento ao sistema prisional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário